sexta-feira, 6 de agosto de 2010

SEMENTES

..
.
O concílio dos deuses
Em olímpico desdém
Assistia de longe
Ao ruir da ideia
Caduca e sem tino
De imolar a alma
Por trinta dinheiros
Em palácios de frio
E a multidão enjaulada
Sem a almofada
Da bengala-cifrão
Sentia a atracção
Fatal e desgraçada
Do grande buraco negro
Temperado na ilusão
(Economia do vazio)
A esperança rareava
Na multidão sem freio
Definhando nas trevas
Em medo animal
Sem qualquer anseio
Mas aqui e ali
Acendia-se a luz
E uma ideia nova
Pulando o muro
Semeava a esperança
Passando a mensagem
Da reinvenção do futuro
Foi lançada a semente
Em toque de gente
No sentir colectivo
E abraçada a certeza
Com cariz profundo
De olhar em volta
E sentir a magia
Da perfeita harmonia
Do pulsar do mundo.
.
.
Reedição
.
.

48 comentários:

  1. Ai que lindo, a magia do mundo e o pulsar, pulsar o mundo no coração...eis que a escuridão também abriga o amor.

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Lindo! em tempo de férias a imaginação é ainda mais fértil!
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Ousar... e talvez um dia a acha vire fogueira. Muito bonito.

    ResponderEliminar
  4. Sabe como gostei!
    Boas Férias, Agostinho.
    Vou ter saudades.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. .

    . 100 palavras que não sejam de espanto .

    . curvo.me .

    .

    . abraço .

    .

    ResponderEliminar
  6. ?!Porque será que às vezes isto é tão dificil:
    "..................
    De olhar em volta
    E sentir a magia
    Da perfeita harmonia
    Do pulsar do mundo."

    Lindissimo poema AC
    Beijo e boas férias!

    ResponderEliminar
  7. Fiquei encantada com este poema e com a nova ideia do mundo viver em harmonia...e pulsar ao ritmo do coração...
    Bj
    Graça

    ResponderEliminar
  8. "...E uma ideia nova
    Pulando o muro
    Semeava a esperança
    Passando a mensagem
    Da reinvenção do futuro..."

    Lindo demais isso tudo. Quem dera a semeadura da esperança seja incessante, e o futuro reinventado de forma a nos surpreender e encantar.

    Bom fim de semana,
    abraços.

    ResponderEliminar
  9. Mas aqui e ali
    Acendia-se a luz
    E uma ideia nova
    Pulando o muro
    Semeava a esperança

    Sementes de esperança...o que mais se pode querer senão que elas brotem e dêem frutos?

    As paisagens estão lhe fazendo um enorme bem, AC.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  10. AC

    Uma ideia nova é uma semente que toca na gente e nos mostra a harmonia que existe no mundo que corre e avança.

    Muito bonito e muito bem construído!!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  11. Você conseguiu me passar a idéia de um Jesus revolucionário na construção de um novo mundo ...terrestre e etéreo. O mais importante (para mim) ,a aplicabilidade da figura crística até os dias de hoje...sempre permeada por seguidores e agnósticos. Sempre "sementes" de concepções e projeções...Muito feliz esta releitura. Obrigada pelo comentário, você entendeu meu resgate daquelas lembranças, amor e perdão! Abraços.

    ResponderEliminar
  12. Bom dia!

    Os seus versos fizeram o caminho contrário: da morte a vida!

    Este trecho em específico me chamou bastante a atenção:
    “Do grande buraco negro
    Temperado na ilusão”

    Quantos dissabores no momento da mastigação. E ainda, se resta dúvidas, na digestão.

    Obrigada por estar no BRAILLE DA ALMA.
    Sigo-te!

    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  13. Gostei do poema com sabor a utopia.
    Bom domingo
    Beijinho

    ResponderEliminar
  14. "E uma ideia nova
    Pulando o muro
    Semeava a esperança
    Passando a mensagem
    Da reinvenção do futuro"
    Lindo :)

    ResponderEliminar
  15. Mais um belíssimo poema! Adorei o encanto de teus versos mais uma vez.

    Tenha um lindo domingo e maravilhosa semana!!!

    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  16. Passado este tempo já leio o poema de outra forma.
    Ainda bem que a tua bela poesia fala de esperança, assim a mensagem vai passando.
    És um grande poeta, amigo.

    Abraço

    ResponderEliminar
  17. O texto é lindo, mas eu senti um pouco de tristeza num cenário tão belo.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  18. palavras envolventes numa mensagem forte de esperança!
    beijinho.

    ResponderEliminar
  19. AC

    alegria sinto

    e num saco fundo
    já tenho as sementes
    e a harmonia de um pulsar profundo

    o seu!

    um abraço

    manuela

    ResponderEliminar
  20. As sementes...geram um pulsar de emoções...lindas de serem vividas...
    Beijo d'anjo

    ResponderEliminar
  21. Lindo texto espero ver os frutos destas sementes.

    bjs
    Insana

    ResponderEliminar
  22. AC ,
    precisamos , ainda , de mais focos de luz e de perdermos o medo do toque .
    Obrigada pela esperança transmitida no seu poema .

    Um beijo

    ResponderEliminar
  23. ao AC

    que entende

    as palavras do princípio dos tempos

    e...pela trabalheira que teve em me ler :)

    um abraço!

    Manuela

    ResponderEliminar
  24. Que poema! É de uma densidade que chega a embriagar o leitor. Excelente!

    ResponderEliminar
  25. Pulsante o teu poema-"divagação"!!!

    Grande abraço

    ResponderEliminar
  26. Enquanto lia pensei em Jesus, tamanha foi a idéia de renovação, de esperanças que deixastes.
    Beijos

    ResponderEliminar
  27. Esse é um olhar almejado: de ver magia pulsante!
    Beijão,

    ResponderEliminar
  28. Lindo poema e gostei da imagem contida neste extracto:
    "E uma ideia nova
    Pulando o muro
    Semeava a esperança"
    Esperança de um mundo melhor para todos;o)

    ***
    Beijos*******

    ResponderEliminar
  29. Olá meu caro autor, bonito versejar num tema expressivo. Agradeço o carinho de sua visita e comentário em meu blog. Um abraço.

    ResponderEliminar
  30. "Mas aqui e ali
    Acendia-se a luz
    E uma ideia nova
    Pulando o muro
    Semeava a esperança"

    Amém.

    Ando atolada. Muito. Mas quando me sobra um tempinho, corro pra cá. Areja e faz maquinar.

    Beijo, querido

    ResponderEliminar
  31. Versos encantadores, meu querido AC! Parabéns, amigo!
    Beijos, muitos!

    ResponderEliminar
  32. Que planta germinou dessa semente?
    MUito terá degenerado a semente ou os deuses se reuniram outra vez em concílio...para conspirar contra nós.

    Bjs

    ResponderEliminar
  33. Olá AC!
    Começo por agradecer o ter-se feito meu seguidor,para acrescentar que, aqui tendo chegado, retribuo o gesto com muito gosto.

    Quanto ao poema, eu direi que este mundo precisa mesmo de gente que sonhe, que nos ajude a sair do marasmo (vazio) em que cada vez mais vamos caindo, muito lentamente, sem que disso nos demos conta.

    Um abraço.
    Vitor

    ResponderEliminar
  34. suas palavras vão além da poesia habitual

    ResponderEliminar
  35. Uma maneira interessante de contar a história de um Deus que não era do Olimpo, mas que, apesar de crucificado, deixou a sementeira pronta no coração dos pacíficos. Quiça um dia, as sementes germinem e, tal como a semente da mostrarda, se transformem em imensas árvores frondosas e carregadas de frutos. Que um mundo melhor e que "a perfeita harmonia do pulsar do mundo" deixe de ser só esperaça e poesia.
    Fantástico seu poema, e esta estrofe é sensacional:
    "Mas aqui e ali
    Acendia-se a luz
    E uma idéia nova
    Pulando o muro
    Semeava a esperança"
    Gostei muito de tudo e te convido a conhecer meu blog.
    Te espero. Beijos.
    Seguindo...

    ResponderEliminar
  36. Você, sempre um querido!!!

    Beijooo!

    ResponderEliminar
  37. Bom dia, a cada dia me espanto com a net, mas, mesmo assim fico encantada com os descobrimentos, adorei sua casa, suas palavras. Belo texto.
    Beijos

    ResponderEliminar
  38. E o sonho comanda a vida. A luz há-de aparecer e aquecer os corações. O futuro é já amanhã. Há que lutar para que ele seja mais promissor.
    Muito bonito Agostinho.
    Um abraço
    Caldeira

    ResponderEliminar
  39. Com os pés na terra e a cabeça no céu !!!

    Belissimo !!!

    ResponderEliminar
  40. O germinar da semente da esperança. O florir de um poema .

    Um beijo *

    ResponderEliminar
  41. nada como esse sonho...
    possível...
    real...
    de gentileza...
    de harmonia...

    beijos
    Leca

    ResponderEliminar
  42. Sou uma iniciante no blog! Estou seguindo aquilo que me encanta. Peço que me siga tbm! Beijos!

    ResponderEliminar
  43. QUe lindo a forma como escreve...e tão gostoso, tão facil de ler, de se encantar...me senti lisongeada quando vim aqui por estar me seguindo,obrigado!
    Adorei o que vi aqui, a forma como coloca as palavras e como coloca em harmonia as ideias com as imagens...me encantou! rsrs

    ResponderEliminar
  44. Belíssima poesia, vi nela esperança.
    Palavras teem gosto e estas estão saborosas!

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  45. AC!!!Vai ter que reeditar 999 vezes !!!!! Lindas palavras... parece subir as escadas , enquanto sôfrega , leio cada verso!
    mil beijinhos!!!

    ResponderEliminar
  46. Que belo poema, que germina esperança, na ideia de mudança que, volta e meia se refaz...

    gostei muito!

    um beijo grande

    ResponderEliminar