sábado, 2 de abril de 2011

AREIA

.Margarida Cepêda, Enfrentando-se
.
.
.
Sinto a tua inquietação, a ânsia de domares as sombras que perturbam os teus dias.
Quando desponta a aurora, pegas no melhor de ti e vais ao encontro do marulhar das ondas, ritual primevo do decifrar da essência apaziguadora. É a hora de te despires, de enfrentares a tua efemeridade.
Quando começas a entender o voo das gaivotas, há sempre algo que as impele para longe. É grande a tua sede de infinito, perpetuação do teu desassossego, mas não te basta entender, tu queres o poder do voo. E, sem te dares conta, apesar de mais forte, ficas cada vez mais só.
.
.
.

122 comentários:

  1. Como entendo esse poema...estou assim, sozinha e querendo voar....lindo! beijos,

    ResponderEliminar
  2. O voo é solitário na sua essência, mas após dominar a sua arte abre-nos camihos de inimaginável rapidez para alcançarmos os ideais, sejam eles unos, sejam em pares, sejam em grupo.
    Um grande bj querido amigo

    ResponderEliminar
  3. "E, sem te dares conta, ficas cada vez mais só."E como dever ser triste se encontrar assim entre ondas e gaivotas e só.

    Abraço


    wwwsinparangon.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Esse é o mais cruel encontro: consigo mesmo, como retrata a foto ilustrativa.

    Ótimo!
    Até mais!

    ResponderEliminar
  5. Como são fortes as nossas inquietações....
    Basta-nos voar sem asas e com um coração de nuvens transparentes.

    ResponderEliminar
  6. Entendo-te
    Está no meu ser
    Mas sempre te digo
    que troquei de ambições
    A solidão não iria ser um poiso bom

    ResponderEliminar
  7. Fica cada vez mais ciente de que a solidão sempre esteve presente como um cão de guarda, como um homem vestido de gente.
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. O voo é solitário, mas a amplitude é a recompensa!
    Beijos,

    ResponderEliminar
  9. Oi AC....

    ...mas não te basta entender, tu queres o poder do voo. E, sem te dares conta, ficas cada vez mais só.

    Acho que aqui dá pra entender tão bem seu texto!

    Precioso!!!

    Policiamento é sempre bom...pra isso não aconteça....

    Um grande beijo!!!

    Zil

    ResponderEliminar
  10. Olá AC,
    Solidão,um grão de areia na asa pesada da vontade...

    Bjs dos Alpes

    (Obrigado, pelas palavras de força que deixa no meu cantinho! Não imagina o quão importantes são para mim, neste momento tão dificil.)
    Bem Haja!

    ResponderEliminar
  11. UM VÔO SOLITÁRIO NEM SEMPRE É RUIM!
    BEIJO
    BOM FDS

    ResponderEliminar
  12. Você acaba de deixar meus olhos molhados. Você foi a mim para me dizer a minha verdade ou fui eu quem vim aqui, para encontrar tua bola de cristal onde posso me ver sempre?

    Estou levando o texto para o meu "Ao sopro dos Ventos..."

    Um abraço,

    Suzana/LILY

    ResponderEliminar
  13. Amigo querido, que saudade dos seus escritos lindos. :)

    Amei este texto-poético... vc escreve divinamente!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  14. Quando a inquietação da efemeridade corta as asas, dando espaço à solidão!... Mas, se se "quer", verdadeiramente, o infinito, outros voos, outras gaivotas, outras auroras irão despontar...
    Abraço

    ResponderEliminar
  15. "É grande a tua sede de infinito, perpetuação do teu desassossego, mas não te basta entender, tu queres o poder do voo. E, sem te dares conta, ficas cada vez mais só".

    Ficamos a vida a querer voar...e realmente quanto mais voamos, mais nos afastamos. Mas muitas vezes isto´é necessário...

    Beijos

    ResponderEliminar
  16. Olá AC....

    Gosto dos teus textos...não vou aprofundar, nem comentar.
    Apenas dizer.. gosto dos teus textos.

    Um abraço

    Blue

    ResponderEliminar
  17. Hoje é especialmente um dia em que tenho esse encontro inevitável comigo mesma. Não gosto dos sábados, a minha solidão me deixa surda.

    Lindo poema.
    Maravilhoso te ver a postar.

    E sobre a TPM, acho que esse termo só existe no Brasil. É Tensão Pré Menstrual... A mulher que padece desse mal fica intragável, a não ser as como eu que são permanentemente chatas. Rsrsrs...

    Beijo, querido.

    ResponderEliminar
  18. Para quê esse desassossego de querer sempre o que está mais longe, o inatingível? Pois se quase sempre a luz está bem perto de nós. :)

    ResponderEliminar
  19. tocas na ferida querido AC..
    mais um post de intensidade única.
    beijos e obrigada sempre.

    ResponderEliminar
  20. AC,


    Quando não nos enfrentamos, quando não nos aceitamos por covardia, somos obrigados a ficar sós com esse eu que foge de nós com vergonha por sermos nós o próprio carrasco que agi consigo desumanamente!



    Um abraço, Marluce

    ResponderEliminar
  21. AC, meu poeta tão querido, o enfrentamento chega, mais cedo ou mais tarde, não há como fugir desse cara a cara (Eu x Eu) e dói, mas tb nos leva a libertação, ainda que seja na solidão do ser.
    Li e me enxerguei.
    Bjs e lindo fds

    ResponderEliminar
  22. assustador, =o

    combinou com o texto mais denso.

    ResponderEliminar
  23. AC

    Foi para mim que escreveste? Porque parece!
    Doeu e sufocou. No fim transbordou!

    Lindo!

    ResponderEliminar
  24. Alar-se assim é força...Com um par de asas...E só.

    ResponderEliminar
  25. Identifico-me quase na íntegra com o teu post. O momento é difícil, o mundo parece colapsar aos meus pés, o cepticismo impõe-se e não fora o mar não teria a companhia adequada para partilhar este sentimento frustrante de que viver, aqui e agora, é cada vez mais desgastante.
    Bem-hajas!

    Abraço fraterno

    ResponderEliminar
  26. quem nunca sentiu tamanho desassossego?
    belíssima prosa!

    beijinho, AC :-)

    ResponderEliminar
  27. AC
    Como me vejo nestas palavras, como são fortes as minhas inquietações, desassossego, mas infelizmente as minhas não tenho poder para as aliviar. Gostei imenso deste texto.
    Beijo

    ResponderEliminar
  28. Tio AC *-*
    Eu gostava de ter as palavras certas e inteligentes e profundas para conseguir comentar este poema. Mas fiquei tão absorta por estas palavras, tão embebida pelos sentidos e emoções ao lê-lo que não arrisco.
    Apenas digo: Como é possível tamanho dom [?]

    Abraços e Ótimo final de semana!

    ResponderEliminar
  29. Sem comentários! Divino!
    Já há livro? Se não há, para quando o primeiro?
    Torna-se urgente!
    Encontrar o fio à meada e delinear esta poética da vida num romance com este dom de escrita é sucesso garantido.

    Beijinhos
    Branca

    ResponderEliminar
  30. quanto mais voo mais horizonte e vice-versa,


    abraço

    ResponderEliminar
  31. ponte para o Ser.
    belo post, AC!
    sempre bom encontrar-me comigo
    e contigo por aqui =)

    beijo

    ResponderEliminar
  32. A ânsia de domar as sombras é sempre um bom desígnio. Quanto a mim, não se acomodar a esse domínio é um grande sinal de força vital. :)
    Bom Domingo, AC!

    ResponderEliminar
  33. E na tranquilidade das ondas muitas vezes se encontra a paz que tanto necessitamos...
    Porque é isso que eu faço, procurar o mar....Pelo menos, não se importa que eu chore....
    Texto lindo e que me fez encontrar a Lua...
    Obrigada
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  34. Quanto maior o discernimento de si, maior o afastamento de toda uma prole, onde o que ainda prevalece é apenas a superficialidade...
    Bom domingo AC
    Bons olhos o vejam

    ResponderEliminar
  35. 'cada vez mais só'...tão fluida, tão breve...

    ResponderEliminar
  36. Muitos não conseguem voar para muito longe porque esquecem que o universo está dentro de si mesmo.

    ResponderEliminar
  37. É na solidão que alçamos o voo do crescimento, do amadurecer...!

    beijo

    ResponderEliminar
  38. Como é bom poder ter essa sede de infinito...abraços amigo e uma bela semana pra ti.

    ResponderEliminar
  39. Talvez seja assim, quanto mais voamos mais nos afastamos de todos... às vezes é bom saber manter o voo raso...

    Um abraço, sempre grato pela partilha das suas palavras

    ResponderEliminar
  40. Nas asas do sonho e do querer podemos voar, ainda que sós estaremos percorrendo caminhos interiores que também são necessários .
    Beijos

    ResponderEliminar
  41. Saber dizer TANTO em tão pouco...só você mesmo, amigo... você e suas palavras mágicas.
    Verdadeiramente encantador!!!

    /\ღ/\¸
    (=•_•=)
    .*•.¸.•*
    ღ♥*♥ღ.•*¨) ©
    .(")_(") (¸.•*¨*•►
    Beijinhos e abraços carinhosos ♥

    Tenha uma linda e iluminada semana.

    Cid@

    ResponderEliminar
  42. Olá Querido Amigo!!!

    A busca é constante...muitas vezes nos fortalecemos,em outras sentimos toda nossa fragilidade!!!
    Mas o que não nos mata,nos fortace...e nessa roda gigante que é a vida contamos com pessoas Queridas,que tornão mais amena a nossa caminhada!!!

    Beijos e Um bom Dia!!!

    ResponderEliminar
  43. "Quando começas a entender o voo das gaivotas, há sempre algo que as impele para longe."

    belas palavras, adorei!

    beijo querida,
    Grafite está de cara nova, dá uma passada lá conferir ;)

    =*

    ResponderEliminar
  44. Preciso de voos solitários pelo infinito!!!

    Lindo isso!!!

    Beijos

    ResponderEliminar
  45. o voo não tem necessariamente de ser solitário

    os patos selvagens
    não sabem voar sozinhos

    por isso partem em V
    e regressam em V também

    entre essas duas e a mesma letra, nunca é o mesmo pato que conduz

    conversa sem nexo a minha

    por isso somos homens
    porque sabemos o significado da areia e da sede de infinito!

    um beijo

    manuela

    ResponderEliminar
  46. Conto delicioso com cheiro a maresia!
    Bjsss e bom domingo!
    Madalena

    ResponderEliminar
  47. Meu querido amigo... só posso te dizer que são fascinantes seus escritos... que riqueza em significados...
    beijinhos...
    Valéria

    ResponderEliminar
  48. Lindo e reflexivo poema!
    Andorinha sozinha não faz verão...
    Que adianta voar e estar só na imensidão...
    Por isso que o meu rio, retivou a nascente das lembranças, correndo então em seu leito águas doloridas...

    Eu aqui te aplaudo com a alma e coração!
    Carinhos meus pra ti, viu?
    Beijos

    ResponderEliminar
  49. Agostinho,
    A solidão. Que significado é o seu, se não puder ser reconhecida pelos outros (não todos, alguns somente, alguém) no olhar magoado de quem a sente?

    ResponderEliminar
  50. Olá querido poeta...
    É no desassossego que encontramos as nossas vontades e verdades.
    beijos e uma ótima semana

    ResponderEliminar
  51. o voo só se é permitido quando nos encontrmaos em nós mesmos!!!

    bjinhus

    ResponderEliminar
  52. Olá querido AC!
    Cada vez mais só e finita.
    Grande beijo!

    ResponderEliminar
  53. Enquanto não enfrentarmos as nossas enfermidades, continuaremos sós...sempre.


    beijos

    ResponderEliminar
  54. Belíssimo texto, de uma sensibilidade enorme. Como a Erica disse, ficaremos sós enquanto não enfrentarmos nossas enfermidades. Porém, acredito que, ao enfrentá-las, encontraremos outros pássaros dispostos a voarem conosco. :)
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  55. Texto tão eu... senti-me desnuda ao te ler...

    Beijinho com admiração, poeta!

    ResponderEliminar
  56. é só despindo a força e a carne que as asas se fazem voo...

    que texto lindo, AC! Tão lindo que, por hoje, não vou ler mais nada...vou dormir com o gosto dessas palavras na boca.

    beijos, querido!

    ResponderEliminar
  57. E a solidão pode enfraquecer...
    É frágil o equilíbrio entre a força individual e a partilha pessoal, mas vale sempre a pena tentá-lo.

    Abraço e boa semana! :)

    ResponderEliminar
  58. Uma bela segunda feira pra ti amigo,,,abraços.

    ResponderEliminar
  59. Amigo,
    Você me descreveu...
    Quero voar e quanto mais tento, mas presa permaneço.
    E continuo a viagem....
    Linda semana, super beijos,
    Regina d'Ávila.

    ResponderEliminar
  60. AC ,

    quanto mais alto , mais se alcança , menos companhia . É o preço .
    Mas quem se propõe voar já o sabe , caso contrário não tinha ganho asas .

    Um beijo ,
    Maria

    ResponderEliminar
  61. AC, tudo que você
    é escreve é de uma profundidade que nos faz muito bem.bjs

    ResponderEliminar
  62. É grande a tua sede de infinito, perpetuação do teu desassossego, mas não te basta entender, tu queres o poder do voo. E, sem te dares conta, apesar de mais forte, ficas cada vez mais só.

    Queremos tanto uma liberdade de voar, e quando a temos nos desligamos de tudo, achando que essa é de fato a liberdade, e esquecems que muitos pássaros, não voam sozinhos.

    Lindo!

    ResponderEliminar
  63. A inquietação e os sonhos é também um mundo de solidão sorvida em goles de ilusão/ talvez a verdade da essência de cada um seja o detrás da inquietação que quer desabrochar, mas precisa de certa calma para confiar em si e por fim ser/desabrochar/crescer. Beijos!

    ResponderEliminar
  64. Parece até que escreves só para mim. Mas vejo que o que escreves está também na alma de muitas. Obrigada por ser o mensageiro de recados, que ouso remeter a mim mesma e às minhas inquietações.

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  65. AC!
    Passando pra deixar um beijo e ler mais um pouco de ti.
    tudo perfeito. Sempre, por aqui!

    Beijos

    ResponderEliminar
  66. Você consegue de todas as formas, dizer as dimensões do sentir.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  67. Voce é mesmo uma pessoa foridavel. Eu não saberia escrever nadinha sobre a ideia de liberdade desta maneira tão poetica, mas voce consegue nos comover e nos fazer perguntas dentro de nós com este titulo.
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  68. Por vezes sós

    mesmo nos espelhos

    mas nunca isolados

    ResponderEliminar
  69. AC, fiquei muito feliz pela sua visita e comentário no meu blog, sobretudo por ter aprendido algo sobre o haicai. Na próxima publicação, postarei, em sua homenagem, exemplos de haicais de autores portugueses.

    Abraços fraternos!

    ResponderEliminar
  70. O desassossego

    a sede de infinito

    a procura

    a força
    que nos permite suportar a
    solidão.

    Isabel

    ResponderEliminar
  71. Agostinhamigo

    Quando começas a entender o vôo das gaivotas... Mais um exemplar curto mas sentido do que escreves - que é muito bom. Continuas a obrigar-me a ser teu fã.

    Porque, apesar de seres mais forte, cada vez estás mais acompanhado. Eu, quando for grande, quero ser comatu

    Abç

    ResponderEliminar
  72. Sim o voo pode te levar a solidáo, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  73. Ser ou nao ser?
    Eis a questão!
    Vc é dez!
    Com carinho e uma flor
    Rosa de Fátima

    ResponderEliminar
  74. Oi AC
    A "paixão é como se não houvesse outro jeito;
    crava-se no peito"
    e a solidão purifica-me!

    cada dia um poema especial, lindo e caliente.
    fico a decifrar-me.

    abraços meus

    ResponderEliminar
  75. AC,


    Sempre bela a sua poesia .
    Mas essa busca incessante da liberdade , do voar ,pode se tornar a grande prisão ...


    Bjo!
    :)

    ResponderEliminar
  76. Um belissimo dia pra ti meu amigo,,,abraços.

    ResponderEliminar
  77. Sorria Ac, sorria muito e que o seu dia seja MARAVILHOSO!
    Beijos no coração, poeta que adoro ler.

    ResponderEliminar
  78. AC, que texto sublime! Nossa, amei!!!
    "E, sem te dares conta, apesar de mais forte, ficas cada vez mais só."
    És um sábio no corpo e um poeta ou um poeta com alma transbordante de sabedoria?
    Bjo, querido.

    ResponderEliminar
  79. Meu amigo

    Um texto maravilhoso...despir as sombras de manhã e fazemo-nos gaivotas para voar no céu azul...na efemeridade de existir...um instante para sonhar e voltar a nós.

    Deixo um beijinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  80. Talvez o caminhar seja assim. Fazer o caminho cada vez mais só.
    Belas as palavras aqui, sempre!
    beijinho

    ResponderEliminar
  81. Quando as emoções entram em turbilhão, o sentimento de solidão parecendo avassaldor, é muitas vezes sobretudo enganador.
    Um abraço
    Magnífico texto

    ResponderEliminar
  82. wow, wow, wow...
    Então a imagem...
    Grande momento!

    ResponderEliminar
  83. Um belo dia cheio de poesia pra ti meu amigo,,,abraços.

    ResponderEliminar
  84. O mar. As gaivotas. O voo. Os pensamentos desconcertantes que nos levam à indesejável solidão...
    Muito bom.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  85. AC,

    Belíssima postagem!!!Grata por sua visita e tenha uma ótima tarde!!

    Beijos,

    Reggina Moon

    ResponderEliminar
  86. AC

    É na interioridade que se desenvolvem as maiores batalhas, uma espécie de forças duplas e contrárias, que apesar do seu antagonismo, vivem numa interdependencia vital. Nem sempre a resolução é passífica e a solidão passa a ser algo que transborda, quando a nudez é inevitável.

    Excelente texto!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  87. Pode-se alcançar o que quiser, descobrindo-se. Mas há de se ter cuidado, senão perdemo-nos no processo.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  88. por vezes sós.
    mas nunca solitários.
    temos o mar.
    belo texto
    beij

    ResponderEliminar
  89. AC meu amigo,

    Fizeste um pacote e desnudas-te o ser humano. Narraste sobre almas que deveras sente os teus escritos...
    A vontade de ir, na inquietude ao destino que anseia tanto... O voo mágico na plenitude do infinito, se abrigar dos sonhos, realizar, sentir e viver o que das vezes se nos é colocado tão difícil... Mas está no contexto, faz parte dos sentimentos os desejos de dar-se ao que lhes atrai tanto...

    Brilhante descrição...

    Abc

    Livinha

    ResponderEliminar
  90. Esse anseio do voo, é quase desespero...
    Eu não quero apenas entender o voo, eu preciso desesperadamente voar.
    Escreveste pra mim?
    rs
    beijos achocolatados

    ResponderEliminar
  91. Ola amigo!

    Cada vez percebo mais que os teu poemas leem cada um que aqui passa!
    Lindo demais!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  92. Revi-me aqui, AC.
    acredito, seriamente, que a solidão é o futuro de todos nós, mesmo que rodeados de quem nos quer bem e a quem queremos bem.esta solidão é outra coisa. é interna...
    abreijo

    ResponderEliminar
  93. Boa noite AC.
    Escreves sempre com uma preciosidade, que me encanta.

    Beijo querido
    Fernanda

    ResponderEliminar
  94. AC,

    Depois de tantos comentários elogiosos, opto pelo voo silencioso do respeito e da admiração. Bjs

    ResponderEliminar
  95. Na madrugada dos dias aqui à face da Lezíria, são as andorinhas que me falam de voar. São elas (as mais velhas) que ensinam as que agora se atrevem mais longe que o barro dos ninhos sem saberem da existência das gatas, que me recordam de que, em cada várzea de vento, há sempre a possibilidade de, aprendendo, ficarmos mais sós.
    Mesmo assim, creio, vale sempre cada tentativa de "domar as sombras que perturbam".

    Vim agradecer-lhe ser meu seguidor e eis-me, a burilar minhas as suas palavras. Perdoe, pois

    Bem-haja
    Mel

    PS: Tomarei a liberdade de o linkar, se me permite.

    ResponderEliminar
  96. Apreciada cada palavra com sentimento sem igual

    Abraço;

    ResponderEliminar
  97. essa procura é solitária e só quem está nela o entende
    bjs

    ResponderEliminar
  98. Nossa meu querido vc fechou com chave de ouro seu texto.
    Essa busca proporciona solidão e atrapalha o nosso desenvolvimento como ser humano,eu adoro voar sim mas devagar e com terras firmes para pousar.
    Muita além,nos leva para um infinito sem volta.
    Poxa,parabénssssssssssssssssss.
    Lindo,lindo!!!

    ResponderEliminar
  99. tempo do voo solitário se fazer solidário!
    gostei do texto. muito.

    abraços

    ResponderEliminar
  100. Enfrentar-se.


    Eis a questão...

    E depois... Solidão.

    Bem isso.

    Parabéns.


    Um abraço

    ResponderEliminar
  101. Amores prendem, de certa forma são contrários à liberdade...
    Perfeito encadeamento de palavras, com um final belo e triste.
    beijos

    ResponderEliminar
  102. AC,
    Que texto sublime !! Obrigada, pela partilha das suas palavras !! ... um momento para sonhar e voltar a nós...
    Adorei ! Um Bem - Haja !
    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  103. Nunca estamos sós se sabemos estar connosco ou de como a procura de infinito que nos guia pode ser um caminho solitário...gostei muito...gosto sempre! E agradeço.

    Um beijo Ac

    ResponderEliminar
  104. Um belissimo e inspirado final de semana pra ti meu amigo..abraços fraternos...

    ResponderEliminar
  105. Meu querido amigo

    Agradecendo o carinho da visita e dexando beijinhos.
    Bom fim de semana

    Sonhadora

    ResponderEliminar
  106. Anjo poeta, vim lhe desejar um ótimo e abençoado final de semana, e também lhe deixar meu carinho, viu?
    Beijos

    ResponderEliminar
  107. AC,

    A luta é tanta, as batalhas tão ferozes, que, mesmo mais forte, me sinto muito sozinha. Não que isso seja de todo mau. Talvez a força caminhe lado a lado com a solidão. Talvez.

    Beijos

    Carla

    ResponderEliminar
  108. Nossa! Fiquei encantada com seu texto. Adorei conhecer-te. Estou seguindo.

    ResponderEliminar
  109. •*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*

    Sobre o amor

    Fácil de acontecer, difícil é descrever.
    Amar é sentir sem querer, é querer sem perceber.
    Fugaz ou duradouro, não importa o tempo, o que vale é o sentimento.
    Que o eterno seja pra sempre, mesmo que seja breve.
    Sobre o amor é tudo que não sei, daquilo que já sei.

    Fim de semana de luz e paz,
    abraço.

    ڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣڿڰۣ

    Brasileiros enlutados ♥♥♥♥♥♥♥♥♥...


    ڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ

    ResponderEliminar
  110. A aceitação de si é fundamental pra ter a paz e o respeito vem junto quando decidimos por um caminho, pessoal, lembrando sempre que não somos uma ilha e pra crescer é necessário saber lidar com as diferenças.
    Abrir as portas do armário e alçar vôos é a melhor forma de aprender a viver.

    Bjinhos e um bom final de semana pra vc em SolMaior

    ResponderEliminar
  111. Bom dia
    Depois de tudo o que foi dito, de tantas opiniões o mais variadas possível, só me resta dizer:
    Gostei deste texto.
    Falando de gaivotas, subentendendo um olhar sobre o mar, ao amanhecer... quem pode não gostar?

    Bom fim de semana. Beijinhos

    ResponderEliminar
  112. Um belissimo sabado pra ti meu amigo,,,abraços fraternos.

    ResponderEliminar
  113. Acabei de me ver entre as linhas do seu post. Aff
    Sem comentários a emoção tomou conta da minha pessoa.bjs

    ResponderEliminar
  114. Grande lição AC!!! Convém voar mas manter o contacto com a terra para não ficarmos muito isolados ...e a sofrer de solidão...

    Beijo

    ResponderEliminar
  115. Poetas

    Poetas são flores,
    Que com o tempo começam a desbrotar,
    As pétalas são o pensamento,
    Que ao longo vai recitar.


    Poetas são estrelas a Brilhar,
    As suas luzes vêem do céu,
    Que com um toque de magia,
    Começam a se esnpirar.

    Poetas são águas,
    Que vão ao rio a descer,
    Vão levando as tristezas,
    Que deixaram de viver.

    ResponderEliminar
  116. Se me permiteres a arrogância, sinto como se tivesse sido escrito para mim. Não que tu tivesses consciência disso, mas sim porque se encaixou na minha alma...

    Abraço.

    ResponderEliminar