sábado, 2 de julho de 2011

ACERCA DO APLAUSO

.Hélio Cunha, Reflexo da Indecisão
.
.
.
Tu tentas, mas o mundo não te sorri, não recompensa o teu esforço. E, quanto mais te empenhas em prol do aplauso, do tributo alheio, mais as sombras inundam o teu varal.
Sabes, por mais aplicada que sejas, talvez o rumo não seja seguir, sem questionar, o rasto do bando. Tu não tens, em primeira instância, que agradar aos outros, mas sim a ti mesma. As palmas, se as houver, vêm por acréscimo.
.
.
.

91 comentários:

  1. Não se pode agradar gregos e troianos...

    Saber que fazemos o melhor de nós e sentir-nos satisfeitos com nossos próprios resultados já basta.

    Saudades AC.

    Um beijo!

    ResponderEliminar
  2. Agradar a todos é dificil, senão impossivel, logo, o mais sensato é tentar agradar a nós mesmos!!!

    Perfeito AC.

    ResponderEliminar
  3. Não devemos esperar aplausos...esses podem não vir!beijos,chica

    ResponderEliminar
  4. Agradar aos outros realmente é uma tarefa insana. Agrado-me e isso basta. O resto é consequência...
    Um grande bj meu querido amigo

    ResponderEliminar
  5. Obrigado pela visita e pelo conselho.
    O texto serviu para mim como se eu houvesse sido homenageado por sua lembrança.
    Valeu.

    ResponderEliminar
  6. Bela reflexão,

    Aquilo a que chamamos felicidade consiste na harmonia e na serenidade, na consciência de uma finalidade, numa orientação positiva, convencida e decidida do espírito, ou seja na paz da alma.
    Thomas Mann

    forte abraço

    c@urosa

    ResponderEliminar
  7. O rumo a seguir é aquele que traçamos, perguntando, duvidando....Para criar, recriar, aprender, desenvolver....
    Brilhante...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  8. Claro que devemos sempre agradar a nós mesmo, mas muitas vezes a necessidade de sentir que também somos alvo do agrado dos outros é grande, afinal não vivemos como ilhas isoladas.

    Bom fds
    Sus (novo espaço)

    ResponderEliminar
  9. Só nos destacamos efectivamente do bando quando decidimos mostrar as nossas próprias cores e ideias! Nem sempre sentimos essa necessidade de o fazer e vamos vogando ao sabor da maré... E quando a corrente é tão densa, acaba por ser difícil desviarmo-nos um pouco dela, mesmo que queiramos... mas o esforço vale muitas vezes a pena e a recompensa por vezes são mesmo os ditos aplausos...

    ResponderEliminar
  10. Não devemos seguir o rasto do bando.
    Mas a verdade é que precisamos dos outros.
    Ser diferente tem o seu preço.
    E a solidão pode ser um preço muito alto.

    Quem nasceu para ser livre
    não sabe seguir outro caminho.

    Isabel

    ResponderEliminar
  11. E não querer agradar a ninguém, nem a nós mesmos, é possível?

    ResponderEliminar
  12. POis é, o aplauso primeiro é para nós memsos que lutamos diariamente para fazer o outro feliz.
    com carinho MOnica

    ResponderEliminar
  13. Antes de mais nada eu te aplaudo... e quanto a mim, quando não resta as salvas das palmas eu me aplaudo também, pois a VIDA é assim... às vezes esperas que nunca chegam.
    Abraços

    ResponderEliminar
  14. Agradar a si mesmo é mais difícil que agradar aos outros...mas a gente tenta!

    Beijinho de sábado, AC!

    ResponderEliminar
  15. AC, devemos fazer tudo para nos agradar sem prejudicar a ninguém, talvez esse gesto agrade ao próximo a ponto de nos aplaudir.

    Obrigado pela visita, comentário e fraternidade de sempre!

    Abraços, meu amigo e excelente fim de semana para você e família.

    ResponderEliminar
  16. O importante é que sejamos sempre nós mesmos, independentemente se isso agrada ou não aos outros, mas como somos humanos e a vaidade é um atributo humano, se podermos com as nossas atitudes sermos aplaudidos, tanto melhor. Não há quem não goste de sentir essa sensação de ver o esforço recompensado. Quem disser o contrário, provavelmente não estará a ser honesto consigo próprio...

    Abraço

    Runa

    ResponderEliminar
  17. Al
    Lindo e verdadeiro. Se a gente não se gostar em primeiro lugar e intensamente, se não promovermos agrados a nós mesmos, não estaremos prontos pra aplaudir ou/e ser aplaudido. Bjs e um excelente domingo!!!!

    ResponderEliminar
  18. agradar a todos nunca..
    logo, sábio teu post querido!
    beijos de carinho..

    ResponderEliminar
  19. AC, perfeito!
    Todo esforço de nossas vida é para nos deleitarmos em nossa própria alegria. E quem quiser ser feliz conosco que venha. É meio egocêntrico, mas é verdade!
    Grande beijo amigo!

    Estou com nova casa e te convido a conhecer. Minha casa antiga pegou um malware:

    http://espacoanexo.blogspot.com

    ResponderEliminar
  20. AC, diz para ela criar um blog e sair por aí angariando seguidores e comentários, isso qualquer um consegue, e nisso tu és mestre.

    ResponderEliminar
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  22. A auto-estima nasce não só da percepção positiva que temos de nós mesmos, mas também da motivação e da aprovação do exterior...por muito que tentemos negar!
    Só não devemos deixar que seja esta última a reger as nossas acções...saberão melhor se forem o resultado e não a fonte de inspiração...:)
    Abraço

    ResponderEliminar
  23. A caminhada ao encontro de nós próprios é longa e dura. É sempre uma longa conversa, diria até, uma longa e por vezes tempestuosa negociação.
    Gostei muito do texto. É um belo, sensato e necessário conselho que todos deveríamos escutar desde cedo.
    Um abraço e um óptimo domingo!

    ResponderEliminar
  24. Primeiro estar bem com a nossa própria consciência e respeitar os nossos desejos; depois, só depois, e se realmente necessário, tentar agradar aos outros. Bom Domingo.

    ResponderEliminar
  25. Cada platéia é única e cada apresentação é diferente, a conquista depende do artista. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  26. Se não causamos admiração a nós mesmos, não há como refletir nos outros uma falsa imagem.

    Como gostei disso.
    Como concordo...

    Tu e teus textos curtos e de tanta intensidade, me encantam.

    Beijos, querido.

    ResponderEliminar
  27. nem sempre os aplausos revelam a qualidade de nossos gestos...

    grande abraço para AC! :)

    ResponderEliminar
  28. No palco da vida maestria devemos impor, desenvoltura á apresentação, exercer nosso papel com labor... reconhecimentos em forma de aplausos se devem ao público que selecionamos.
    É necessário agradar, mas primeiramente a mim.
    Ainda hoje estava lendo um texto sobre ir a lutar e não esperar gentilezas de outrem em forma de merecimento ou reconhecimento.

    Belo texto!
    Bom final de semana pra vc!!

    ResponderEliminar
  29. Se o esforço não for o alimento das próprias asas, os pássaros morrem de cansaço, perseguindo a ilusão de um reflexo longínquo. Só na solidão do voo se compreende a direcção do vento, e o aplauso é apenas um murmúrio que amansa todas as penas.

    Os seus textos AC, levam-me sempre para uma grande viagem.

    Obrigada

    ResponderEliminar
  30. estranho mundo
    de palcos e ruídos

    e a maioria das plateias, é perfeitamente inculta, não sabe porque percute,

    não distiguem primeiros andamentos, de adágios, das músicas e das palavras

    um beijo, AC!

    manuela

    ResponderEliminar
  31. :)))

    é AC, a "solidão tem um preço muito elevado".

    e nem sempre são os aplausos que se esperam, eu chamar-lhes-ia: ternura, carinhos, sorriso Amigo.

    mas... "quem nasceu para ser livre, não sabe ser de outra maneira"

    peço desculpa a ti e à Isabel pelas palavras a ela roubadas. é que achei-as perfeitas :)))

    beijo.

    ResponderEliminar
  32. Saramago disse uma vez numa entrevista após ter ganho o Nobel, quando questionado se alguma vez pensou que o iria receber: "O que é meu, às minha mãos virá ter!".

    Claro que se esqueceu de dizer que, para vir ter às suas mãos, teve de trabalhar (escrever), esforçar-se e aplicar-se mas, não creio que efectivemente alguma vez tenha escrito algo que não o deixasse em estado de contentamento consigo.

    Aliás, até em termos de poemas, julgo que ao escreve-los, não pensou no aplauso mas sim, na fonte de prazer que eles lhe granjearam...

    Assim, não podia estar mais d acordo: trabalhemos bem, demos o nosso melhor, mas não pelo outro, não pelo aplauso... por nós. Por forma a sermos mais!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  33. ჱܓOlá, amigo!
    。°✿
    Passei para deixar um abraço.

    Aplausos ou vaias? O importante é ser feliz...

    Boa semana!
    Beijinhos.
    Brasil

    ✿✿♪

    ♫° 。✿ ✿ჱܓ

    ResponderEliminar
  34. Um sábio conselho!
    mas ninguém aprende a voar sozinho...às vezes o bando faz falta para dar segurança e calor e não apenas para nos aplaudir...
    Beijo grande

    ResponderEliminar
  35. AC,
    As palmas por vezes doem. Olhar para dentro de nós deveria ser um exercício quotidiano mas, às vezes, os espelhos nada dizem porque estão baços.
    O brilho é efémero.
    Um texto pungente, gostei bastante. Mostra a sua habitual finura.

    ResponderEliminar
  36. Sensacional!! E isso mesmo...acho que é um pré-requisito para a plenitude da vida!

    Gostei!

    []s

    ResponderEliminar
  37. VAmos fazendo bem nossa, parte, sem esperar os aplausos,,,se eles vieram,,bom, senão,,sigamos em frente...abraços de boa semana...

    ResponderEliminar
  38. AC
    Não vamos esperar, podem não chegar.Nada melhor que sermos nós próprios, para se sentirmos bem connosco.
    Beijo

    ResponderEliminar
  39. Adorei....

    Direto e objetivo ...

    o meio do caminho sempre faz parte... porque está dentro de nós mesmos...

    Podemos entrar em frenesi ... mais nada com que uma boa vaia não nos faça refletir...

    Beijo de boa semana:)

    ResponderEliminar

  40. Boa tarde!
    Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus.
    Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.
    Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão. (Lucas 11:35-37)

    Que sua semana seja abençoada e de muita paz!

    Deus seja contigo.

    Blog Yehi Or!
    www.hajalluz.blogspost.com

    ResponderEliminar
  41. Sim...isso é algo que acomete a todos nós AC!

    ResponderEliminar
  42. Nem tudo é tao perfeito sempre...

    bjs Insana

    ResponderEliminar
  43. O melhor aplauso é o nosso.

    Semana feliz pra você.
    Beijos :)

    ResponderEliminar
  44. O reconhecimento faz parte do teatro da vida...Sabe tão bem...Se aplausos não houver, paciência. A vida não pára. Beijinhos e boa semana ;)

    ResponderEliminar
  45. tudo vem do esforço de si, o resto é acréscimo em verdade pura


    abraço

    ResponderEliminar
  46. Ser o que se é e com isso, não esperar nada em troca.
    Venho te ler e gosto muito.
    Há aqui neste texto grandes verdades.
    Beijo amado AC.

    Fernanda

    ResponderEliminar
  47. Uma bela segunda feira pra ti meu amigo...abrçaos.

    ResponderEliminar
  48. AC ,

    gostar e ser agradecido pelo que somos .
    O resto , caso venha , é consequência .

    Um beijo ,
    Maria

    ResponderEliminar
  49. Olá!

    Quero retribuir a visita ao meu novo espaço, muito obrigada! Pois é, mudou para Cognição, tentei criar um blog de conhecimento que reuna tudo, leituras, escritos, reflexões etc. Será sempre bem vindo por lá!

    Uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  50. Sábias palavras. Creio que devemos sempre fazer o nosso melhor para não termos a sensação de não termos tentado.

    Abraços

    ResponderEliminar
  51. Gostei!É tão ruim dá o nosso melhor e o próximo não reconhecer..não valorizar.Mas nunca devermos deixar de lutar,abraçar com garra para quem sabe um dia ser enfim reconhecido :)
    Grande abraço amigo

    ResponderEliminar
  52. Quando não se agrada a nós próprios...dificilmente se agrada aos outros!
    Bj e boa semana.
    Graça

    ResponderEliminar
  53. "Só agradeço o que peço, não o que mereço." Isto dizia Vasco de Lima Couto!
    Bj,
    Manú

    ResponderEliminar
  54. Caro AC, aqueles que proclamam seus méritos, acabam anulando-os pela vaidade. Mas, eu o aplaudo pelo texto. Abraços!

    ResponderEliminar
  55. amorãvel essa vocação de Pigmaleão.

    abraços

    ResponderEliminar
  56. As palmas nem sempre são símbolo de mérito...quem mais as merece menos as tem mas tal não deve fazer o ego estremecer mas com humildade, continuar...sinal de inteligência!

    ResponderEliminar
  57. Olá AC!
    Saudades também das suas sábias e tranquilas palavras... Temos que realmente nos descobrir, não é mesmo? É tão gostoso saber, pelo menos, quem somos. Mesmo que isso doa no início, mas a recompensa é para toda a vida

    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  58. Não devemos estar a espera do reconhecimento dos outros.

    otimo texto!!!

    bjinhus

    ResponderEliminar
  59. Se temos q agradar deve ser a nós mesmos, afinal é nosso sentimento.

    beijos de boa noite!
    Mariz

    ResponderEliminar
  60. NOSSA AMEI IGUAL NECESSITO RESPIRAR.BEIJOS SEMANA DE PAZ!

    ResponderEliminar
  61. É verdade, o aplauso deve vir de dentro pra fora!
    Apreciemos primeiro a nós mesmos.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  62. Um belo dia pra ti meu amigo...abraços fraternos.

    ResponderEliminar
  63. Simplesmente verdadeiro!

    Certíssimo... aplausos são consequencias...

    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  64. Olá, AC!

    Fingir sermos aquilo que não somos para agradar a terceiros, normalmente não convence durante muito tempo,para além de ser carga pesada...difícil de aguentar...

    Abraço amigo.

    Vitor
    Vitor

    ResponderEliminar
  65. AC um aplauso para ti:) e muito bem merecido pela tua escrita...
    "somos o que somos pelo que somos...não por aquilo que os outros pensam de nos"...por isso devemos agir...e reagir em conformidade com os nossos critérios...
    Beijo d'anjo

    ResponderEliminar
  66. Caro Agostinho,
    Há três semanas que estou sem net. Parece que hoje conseguiram resolver o problema já eram 19 horas. Vim passar por aqui que é um lenitivo. Mais um grande conto em poucas linhas.
    Um abraço
    Caldeira

    ResponderEliminar
  67. Olá,
    Sigo o seu blog e gostaria muito que você desse uma olhadinha no meu e me deixasse sua crítica porque estou começando agora.
    O endereço é: euprecisotecontar.blogspot.com
    Te espero lá
    bjo

    ResponderEliminar
  68. Perfeitamente de acordo!
    Os aplausos são efémeros e mudam de destinatário com facilidade.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  69. Plenamente de acordo. Primeiro a satisfação pessoal.

    Bjos

    ResponderEliminar
  70. O aplauso por vezes ensurdece[nos] para o sentido mais genuíno dos caminhos...

    Fraterno abraço, AC. Sempre lúcidas as suas palavras. Minha a gratidão pela partilha.
    Mel

    ResponderEliminar
  71. Não é tarefa fácil agradar aos outros, já me basta sentir-me bem comigo própria.
    Aplausos para o teu texto.
    Bjs

    ResponderEliminar
  72. AC,

    Mais que perfeitas suas palavras ...
    E te deixo meu imenso aplauso.
    :)

    Bjo Grande !

    ResponderEliminar
  73. O reconhecimento é nosso, náo dos outros, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  74. Os aplausos de um mundo, que apenas olha, não superam o aplauso de quem realmente, vê.

    Abraços amigo.

    Que seu carinho para com todos retorne sempre redobrado.

    ResponderEliminar
  75. Realmente, gosto muito de como você escreve :)
    beijo

    ResponderEliminar
  76. AC,

    ler tuas palavras me deu vontade de aplaudir...

    beijo,

    Solange Maia

    www.eucaliptosnajanela.blogspot.com

    ResponderEliminar
  77. Verdade máxima: não temos de agradar aos outros e nem esperar aplausos de ninguém.
    Um abraço amigo.
    Beijos

    ResponderEliminar
  78. Os primeiros aplausos devem vir de nós pra nos mesmos...Beijos achocolatados

    ResponderEliminar
  79. AC,

    Ah, eu também penso (e ajo) assim!


    Lindo!


    Um abraço, Marluce

    ResponderEliminar
  80. Um belo dia pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  81. Bom dia, AC. Passei aqui de novo e lhe deixo um beijo!

    ResponderEliminar
  82. Está certo.

    Conseguimos agradar as pessoas, quando somos honestos com nosso próprio ser, quando estamos felizes e sendo nós mesmos por dentro e por fora.

    Grande Beijo.

    ResponderEliminar
  83. Carmen Ferreira (FlorAlpina)7 de julho de 2011 às 16:00

    E mesmo que haja aplausos...nem sempre são sinceros!
    Mas mais que aplausos, alheios, é sentir-se feliz com a realização pessoal!

    Bjs dos Alpes

    ResponderEliminar
  84. E temos sempre que fazer sem esperar nada em troca.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  85. A recompensa pelo esforço cabe a nós.
    O aplauso é o ruído da satisfação.

    Há muito não vinha por aqui.

    Beijos, AC!

    Inês

    ResponderEliminar
  86. Agostinhamigo

    Desisti de desistir. É a vida.

    Tentei sim, mas disse... não. E quanto a palmas, não as ouço.

    Abç

    ResponderEliminar
  87. Só "cobrei" aplausos, quando representava,
    numa ribalta, outro personagem. À personagem
    real, que sou eu, grito sempre: BRAVO! BRAVO!
    ...e sou feliz, comigo mesmo...

    Um abraço
    Lúcia

    ResponderEliminar
  88. AC, meu amigo, voltei para apreciar mais um pouco teu texto genial e te avisar que te indiquei para um desafio literário.

    Deixo um abraço para o amigo!

    ResponderEliminar
  89. A tentativa de agradar aos outros, é muitas vezes, uma validação de nós mesmos... uma superação de insuficiente auto-estima...uma carência afectiva ou um ego desproporcional, :))) Em todo o caso...raramente é suficiente, e tal como um comportamento de dependência, gera insatisfação na sua repetição, ignorando o que se procura realmente... Gostei deste espaço que ainda não conhecia :) Beijo

    ResponderEliminar
  90. Grande lição AC...está dada!!!!

    Beijo

    ResponderEliminar