sábado, 24 de setembro de 2011

JANELAS DO TEU RESPIRAR

.Margarida Cepêda, A criação de Eva
.
.
.
Há linguagens que vão para lá da agitação do vale, que requerem o recato das plantas raras. É assim, como se folheasse pela primeira vez o livro dos segredos, que ouso descodificar o teu respirar, que tento perceber a mais leve alteração na sua cadência.
Dizes-me que todo o equilíbrio é tecido em ténue fio, que é ínfima a distância entre o riso e o choro. E, de olhos nos olhos, ofereces-me uma flor.
O meu desassossego aquieta-se, anulam-se as mil formas de subir e descer montanhas. Talvez seja por isso que, por momentos, a tua respiração se cale, abrindo janelas à ternura partilhada.
.
.
.

91 comentários:

  1. Respiração calada pra ceder espaço à outras manifestações de vida.

    Que lindo, lindo!

    =D

    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  2. Contemplo a beleza do teu sentir, que é renovada a cada respiração de quando escreves.

    Um beijo meu querido amigo.
    Ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Tem horas que as palavras ficam totalmente dispensáveis... Vim simplesmente respirar essa poesia linda!! Bjusss

    ResponderEliminar
  4. Olá, AC!

    Há diálogos que requerem sensibilidade e delicadeza nas palavras usadas, sob pena de tudo deitar a perder - qualidades que aqui abundam na forma de o descrever; parabéns!

    Abraço amigo; bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
  5. é sempre ínfima a distância entre o riso e o choro.

    ou quase sempre.

    um texto curto e tão completo.

    um beij

    ResponderEliminar
  6. " O meu desassossego aquieta-se, anulam-se as mil formas de subir e descer montanhas."

    E é tanto!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  7. Maravilhoso! abraços,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  8. PASSANDO PARA DESEJAR UM LINDO E ABENÇOADO FIM DE SEMANA!
    BEIJO

    ResponderEliminar
  9. A respiração suspensa, calada, é um momento
    tão pequeno...
    Que se prolongue a partilha da ternura, para além dele

    ResponderEliminar
  10. Equilibrio é tudo o que necessto no meu dia e dia e peço a todo momento.
    E este sabado está azul de verdade aqui nas Minas Gerais.
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  11. Querido Poeta

    Por vezes um simples olhar em silêncio...um toque...uma mão na mão, é o suficiente para a ternura se derramar como um rio.
    Como sempre há suavidade nas tuas palavras.

    Beijinho
    Rosa

    ResponderEliminar
  12. E é tão difícil manter o equilíbrio quando a emoção nos assalta.
    Muito bonito o texto.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  13. Respido calada as palavrs que em silêncio grita pra mim...

    Lindo querido!

    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Bela demais tua voz, AC

    esteja sempre à vontade no Luz!

    beijinho de agradecimento pelo poema sorriso!

    ResponderEliminar
  15. em toda a dualidade penso existir sempre uma linha muito ténue, só quem escuta com o coração a pode encontrar
    bjs

    ResponderEliminar
  16. E nessa ternura partilhada, respira-se o amor que cada um sente pelo outro e não é preciso confessar...
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  17. Há linguagens que cabem apenas ficar para dentro da alma...
    Abraços

    ResponderEliminar
  18. é um desassossego quieto

    uma cadência uma janela onde pousa uma flor


    um beijo

    manuela

    ResponderEliminar
  19. A ternura partilhada é paz pra alma.
    Quanta suavidade...

    Uma semana de paz pra você.

    Bjs :)

    ResponderEliminar
  20. Mia Couto escreveu: " tu eras um poeta/eu era a tua poesia."
    Como é agradável saber-se musa de palavras doces assim , tão deliciosas ao ouvido!
    Quisera ser poesia de alguem rsrs um dia !
    grande AC
    um abraço

    ResponderEliminar
  21. a delicada escuta que acolhe o outro. um encontro de almas. lindo movimento do Ser.

    beijo!
    =)

    ResponderEliminar
  22. A.C.
    " abrindo janelas à ternura partilhada ".

    Tanta beleza !

    Um beijo ,
    Maria

    ResponderEliminar
  23. Uma sublime e encantadora forma de declarar um sentimento oculto, quase misterioso. Uma enorme vontade de gritar as palavras que a alma vem calando em segredo. Maravilhoso, como sempre.

    Beijo

    ResponderEliminar
  24. AC.
    Como pode ser assim tão pleno com as palavras?
    Em seguida te respondo: que elas estão tatuadas no teu coração.
    As pontas dos dedos apenas digitam, o que a essência comporta.
    É um mestre poeta, desses que se admira com a alma também.
    Amei teu poema é muito brilhante, e rasgam o silêncio entra no invisível um mundo de amor.

    PS:
    Ficamos encantados com tua poesia.
    Felipe e eu agradecemos o carinho.
    Transcrever-nos em sua poesia tão bonita.
    É um privilégio amado amigo.
    No livro da amizade estas escrito com carinho por mim.

    Um beijinho amamdo e bom domingo

    ResponderEliminar
  25. Belas palavras caro poeta, bom final de semana.
    bjs

    ResponderEliminar
  26. AC, a linguagem da respiração terna é interpretada aos olhos do poeta como inspiração, suspiros poéticos em todas suas nuances.

    Parabéns por mais uma obra-prima!

    Abraços do amigo dalém mar!

    ResponderEliminar
  27. Maravilha de texto pra provar que respirar a dois, num mesmo ritmo, é forma sem igual de uma harmonia com a manutenção bem feita.

    Forte abraço!

    ResponderEliminar
  28. Já fazia cá falta...eu...lol


    A escrita é uma das melhoras formas de abrir janela:)

    ResponderEliminar
  29. Inquietudes do sentir, dos versos do amar...abraços de boa semana pra ti meu amigo.

    ResponderEliminar
  30. Quem diria que o sussurro pode ser mais forte que o grito?
    Um abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  31. AC
    Quantas vezes um olhar me dizem mais do que muitas palavras.
    Beijo

    ResponderEliminar
  32. Desassossego assim, tem aroma de poesia e vai com jeitinho cativando a alma, que bonito...

    ResponderEliminar
  33. Delicadeza, sensibilidade... "olhos nos olhos", uma flor que desabrocha, viçosa: "ternura partilhada"!
    Abraço
    Quicas

    ResponderEliminar
  34. Todas a suas belas palavras revelam um homem afectuoso e sensível.
    Feliz aquela que está por detrás dessa janela.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  35. A beleza das palavras atravessam as janelas do jeito e delicadeza com que são ditas.
    Tudo perfeito.

    Beijo

    ResponderEliminar
  36. Pelas janelas das suas palavras, hidrato os meus olhos e a minha alma.
    beijosss :)

    ResponderEliminar
  37. janelas que se abrem ao sopro dos lábios,



    abraço

    ResponderEliminar
  38. Nada como se aquietar com ternura partilhada... a metalinguagem preferida dos amantes

    ResponderEliminar
  39. Escrito como quem dança na quietude de uma brisa, com uma flor no o olhar e as mãos cheias de ternura.

    Gosto sempre tanto!

    Um beijinho, AC

    ResponderEliminar
  40. QUe lindeza A.C, que lindeza! QUeria conhecer essas tuas personagens, tão humanas, tão raras.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  41. Lindo o texto! Um verdadeiro "pas-de-deux"na sua expressão mais perfeita.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  42. Uma bela segunda feira pra ti meu amigo...abraços...

    ResponderEliminar
  43. AC, obrigada pelas tuas mensagens, fazias-me falta...bolas...uma pessoa habitua-se e depois...fica complicado...mas gostei do que li...um verdadeiro assalto...sei que também ando afastada disto...ainda não me consegui organizar...depois virei comentar-te...Beijo:)

    ResponderEliminar
  44. Simplesmente maravilhosa essa poesia que encontro nas suas prosas. Calar a respiração para deixar entrar sua ternura, lindo, lindo
    Beijos

    ResponderEliminar
  45. ADORO!!!! CONTEÚDOS OFEGANTES E QUE NOS DÃO FALTA DE AR, O ESTERIÓTIPO DE SEU TEXTO.
    UM BEIJO E OBRIGADA PELA VISITA!
    ADRIANA
    CLUBE DOS NOVOS AUTORES

    ResponderEliminar
  46. Uma flor é sempre um presente magistral, está para lá do riso e do choro, AC.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  47. Gosto do teu desassossego poético!
    Bjs

    ResponderEliminar
  48. Tenha uma bela semana abençoada
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  49. AC, desculpa a minha interpretação...mas honestamente vejo um quadro maravilhosamente pintado com dois seres acabados de fazer amor...
    E não me digas nada...porque é tudo invenção da minha triste cabeça...

    Beijo:)

    ResponderEliminar
  50. bordado a oiro o tecido de tão belas palavras.

    abraços

    ResponderEliminar
  51. Só uma palavra define tuas palavras...
    Lindo!
    Bjos achocolatados

    ResponderEliminar
  52. Muitos não sabem aproveitar a flor que se abre para eles.

    Tornastes uma ato belo, mais belo.

    Abraços AC.

    ResponderEliminar
  53. Meu querido, sei que vou ser repetitiva, mas é que acho tão sublime tudo o que você escreve...lindo demais...fico aqui encantada...aplauso a ti...
    Beijos e feliz dia...
    Valéria

    ResponderEliminar
  54. Uma delícia de prosa poética...lindo este texto....

    Beijo-te suavemente ao sabor da brisa de Setembro...

    ResponderEliminar
  55. Bom dia,AC.Muito lindo o que saiu da sua alma, quanto amor e sensibilidade, denotando exatamente como tu és!
    Amei os últimos versos!Amei!
    Beijo grande, e fique com Deus!

    ResponderEliminar
  56. Salve, salve poeta...Falas com palavras e gravuras e tudo é poesia...Poesia linda, beirando a perfeição.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  57. AC
    Aqui em casa somos seis . Todos fizeram curso superior.Eu sou professora primaria, lecionei 25 anos para alfabetização. Sou meia lerdinha em relação aos meus irmãos.
    Mas na idade que estamos dá tudo certo.
    Só não sei escrever como você. Que dá vontade de ler em voz alta porque a melodia é linda e o que diz nos desperta para permanecer por aqui bom tempo.
    Isto sim é literatura!
    com carinho MOnica
    Há! Amo Portugal, fomos em alguns lugares e quero voltar!

    ResponderEliminar
  58. Há linguagens que se decifram no silencio, respirando-se...

    Belo poema AC
    beijos
    oa.s

    ResponderEliminar
  59. AC,

    Que forma tão bela e delicada de descodificar o amor...
    Destas janelas apenas sei que são incomentáveis, como a ternura partilhada... e a flôr que nasce dela.
    E é assim que num momento se suspende a respiração.

    Beijos

    ResponderEliminar
  60. As palavras, às vezes ditas num olhar que sorri, num gesto afetuoso, surtem efeito maior do que o imaginado...

    As tuas palavras, a sutileza contida nelas, o romantismo... Eu nem sei como descrever. Só sei que adoro.

    Beijos.
    Muitos.

    ResponderEliminar
  61. Vim especialmente para agradecer o teu carinho e retribui-lo. bjs, querido.

    ResponderEliminar
  62. Eu agradeço sua visita
    A vida sempre une as pessoas no momento certo.
    Que eu seja digna da sua amizade.
    Nos momentos de aflição dividirmos nossas dores e pensamento
    Que seu sonho e os meu sonhos seja abençoado por Deus.
    Com nossa amizade e união possamos alcançar as estrelas.
    De mãos dadas não terei medo da estrada a ser percorrida.
    A minha fé iluminara nossos caminhos ,
    E assim juntos seguirmos até onde existir vida.
    Uma abençoada terça.
    Deus abençoe seu carinho.
    Bjs no coração.
    Evanir

    ResponderEliminar
  63. É, a linha entre a alegria e o desespero é fina e não precisa de muito para ir de um ponto a outro. Mas independente de tudo isso é bom que todos tenhamos a quem amar.

    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  64. Oi AC,

    Há palavras muito além das minhas.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  65. Agostinhamigo

    ATENÇÃO: Acabei de publicar na nossa Travessa um testículo com x, INTERDITO a Senhoras, menores e até cavalheiros da mais esmerada educação. É um tanto brejeiro e pode ferir a susceptibilidade ou até mesmo o pudor de quem se atreva-la a lê-lo. Intitula-se A garrafa e os copos. Dele me permito transcrever um passo dos mais inocentes.

    “Ela, muda e febril, deixou-se levar, estendeu-se na cama, ele perguntou-lhe posso pôr-lhe o instrumento, refiro-me, claro, ao termómetro, no sovaco? Nata, sem uma palavra, desatou o nó do cinto do roupão, abriu-o um pouco, a camisa de noite não ocultava nada, quando ele se inclinou para tirar a temperatura, os bicos dos seios fugiam da prisão diáfana.”

    Repito o alerta: é IMPRÓPRIO para consumo. Depois, não digam tu e a tua malta que não avisei.

    Abç

    ResponderEliminar
  66. Poeta AC, belíssimo e doce descodificar o amor.
    Sublinho:«É assim, como se folheasse pela primeira vez o livro dos segredos, que ouso descodificar o teu respirar, que tento perceber a mais leve alteração na sua cadência.».Aqui as palavras são paineis de beleza. Belo.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  67. Oi passeando vim parar aqui menina que sensibilidade tens na alma lindo me tornei seguidora um beijo Erica

    ResponderEliminar
  68. E à semelhança do (desas)sossego, assim se equilibram todas as coisas: em contínua alternância.

    ResponderEliminar
  69. As janelas sáo oportunidades...beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  70. Gosto dessas janelas. Passei pra conhecer seu blog, e gostei muito e já estou te seguindo... Convido pra conhecer meu blog e me seguir se gostares. Um abraço!

    Smareis

    ResponderEliminar
  71. Passando pra deixar um olá.
    Saudades daqui!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  72. Prezado amigo
    Abraço fraterno de muito boa tarde!
    Hoje vim agradecer a sua carinhosa presença lá no meu cantinho através de seus carinhosos comentários!
    Pois;
    Amizade é um laço fraterno que vai se conquistando pouco a pouco.
    Amizade é um elo de Amor que vai se fortalecendo dia apôs dia.
    Amizade requer uma sabedoria toda própria, para que ela cresça e amadureça.
    Amizade é um sentimento de Amor que é perseverante nela mesma.
    O que seria de nós sem este elo de Amor!
    A amizade
    Abraço Fraterno
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  73. O teu desassossego aquieta-se porque a tua carga, ao pé da montanha, vem da fresca respiração que preenche teu coração terno.
    Beijinhos, Sísifo!

    ResponderEliminar
  74. Um texto repleto de doçura e carinho.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  75. Oi querido desculpe PS mas a sensibilidade é a mesma parabéns obrigado pela visita volte sempre pois eu vou voltar viu um abraço Erica

    ResponderEliminar
  76. Um belo final de semana pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  77. Lindo, terno e suave. As janelas permitem-nos divagar o olhar e os sentidos.
    Beijinhos
    MAria

    ResponderEliminar
  78. º° ✿
    ♥ °
    Amigo,
    Há momentos em que dizemos tudo sem precisarmos de uma única palavra.
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasilº° ✿
    ✿♥ °

    ..(░)(░)
    (░)(♥)(░)
    ..(░)(░)

    ResponderEliminar
  79. Ameei esse cantinho, voltarei sempre!

    Esepero sua visita iluminada no Crônicas:

    http://cronicasrapidas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  80. Espaços a serem conquistados...
    Um grande bj querido amigo

    ResponderEliminar
  81. Quanto lirismo em tuas janelas!
    Onde encontras esse ar tão puro???

    um beijo :)

    ResponderEliminar
  82. a tua leveza encanta querido..
    respirar tuas palavras..
    beijos perfumados..

    ResponderEliminar
  83. Muito lindo você expressa seus poemas e poesias com leveza de poucos boa semana Erica

    ResponderEliminar
  84. Adorei este espaço...muito gostoso de se visitar. Um abraço

    ResponderEliminar
  85. Adorei retribuir a visita.
    Versos encantadores, encontrei por aqui.

    Serás sempre bem vindo ao DRINK POESIA!

    abç
    =)

    ResponderEliminar