sábado, 2 de junho de 2012

RESPIRAR PALAVRAS EM TOADA LENTA

.
Van Gogh, A sesta
.
.
Passados os primeiros entusiasmos do blogue, e quase sem me dar conta, escrever é algo que se foi instalando em suave rotina. E suave porque se traduz em doses mínimas e sem qualquer planificação. O sábado, após uma semana de árduo trabalho, tem sido o dia preferencial. E a receita é simples: sento-me em frente ao computador e sai o que sai, num exercício em que, por norma, não se ultrapassa a meia hora. É quase como ir até às traseiras da casa e respirar as árvores e a horta, deixar que toda a energia contida se liberte naquela comunhão.
Por este cantinho têm passado muitas e diferentes pessoas, com algumas a deixar pegadas de amizade. Umas demoram-se, outras partem. Como na vida. E a memória dos versos de Eugénio chega com a naturalidade dos dias.
Os amigos amei
despido de ternura
fatigada;
uns iam, outros vinham,
a nenhum perguntava
porque partia,
porque ficava;
era pouco o que tinha,
pouco o que dava,
mas também só queria
partilhar
a sede de alegria -
por mais amarga.
Às vezes penso no que seria se escrevesse também à segunda, à terça, e por aí fora, de uma forma disciplinada. Mas são apenas momentos. Escrever, tal como o concebo, tem que ser mister exercido como quem respira, ainda que a espaços, de braço dado com a partilha. E hoje, ainda que ao de leve, é dia de respirar.
.
.
.

74 comentários:

  1. Lê-se, em pouco mais de um ápice
    Em pouco mais de um segundo
    É como um respirar fundo
    Um suspiro
    Posto que parto,
    agradado
    de te ter lido

    ResponderEliminar
  2. Fico muitissimo feliz que a rotina seja suave e que me parece através de suas palavras, são suaves e bem dosadas.
    O poema do Eugénio realmente esta em harmonia com que escreveste. AC eu ja devo ter falo, que não sou escritora e conheço alguns escritores como você tem suas disciplina e um ritual para a escrita fluir e admiro muito.
    Carissimo agradeço por deixar entrar em tua casa. Bjs

    ResponderEliminar
  3. Curioso, acabo de fazer uma publicação no blogue também a respeito da escrita. Contudo, queria ter as tuas asas e liberdade.
    Assim, aqui te deixo um grande abraço nesta noite de Bryan Adams ao vivo em Lisboa.

    ResponderEliminar
  4. A poesia é como água límpída da fonte...ela fica fluindo no mais profundo da alma...mesmo nas atividades rotineiras ela está ali esperando o momento oportuno que só ela sabe qual é e de repente num estalo ela pede para sair.É um pouco volúvel a nossa amada. O blog é um instrumento extraordinario para fazermos amigos, pois amigos de alma e sentimentos se consolidam de tal forma que aguardamos o que cada um tem a dizer e também o que temos a transmitir com verdadeira sinceridade.Um abraço

    ResponderEliminar
  5. AC,
    O simples acto de escrever liberta-nos a alma, enche-nos os pulmões de ar e regrassamos ao equilibrio que perdemos, quando menos expectamos, quando menos disciplinados somos. Dá-se, então, uma explosão de criatividade, que não sendo boa nem má, é nossa. E é como ir às traseiras da casa, à janela ou ao terraço, respirar a liberdade.
    A disciplina não tem de ser periódica, tem de ser metódica.

    Boa noite.

    ResponderEliminar
  6. quando venho aqui, muitas vezes tenho uma clara impressão: a de que, no lugar de ler, sou lida. em todo caso, fazer parte do mundo que tem vida em "interioridades" é estar acompanhada pela sutileza, delicadeza, vastidão..

    um abraço!!

    ResponderEliminar
  7. sei apenas de meu gosto em ler-te.
    isso me basta.

    mas tenho pena que não escrevas disciplinadamente todos os dias...
    como quem respira...

    abraço

    ResponderEliminar
  8. Lê-se com prazer. :)
    A escrita partilhada é um elo, uma luzinha, um brilhozinho que se instala. É a lua da noite e o sol do dia.
    Beijo. :)

    ResponderEliminar
  9. Reparo agora que os comentários já não são registados espontaneamente. Espero que não tenha tido dissabores.
    ana

    ResponderEliminar
  10. Não importa se muito ou pouco, o importante é que quando vens, escreves e nos agradas! abraços,lindo domingo,chica

    ResponderEliminar
  11. Uma coisa que é verdade... uns ficam e outros vão.

    ResponderEliminar
  12. Respirei juntamente contigo, querido AC.
    Tenho passado muitos dias sem escrever por conta do ritmo do trabalho. E aí, me pego sem ar, a debater-me. Escrever exige bem mais do que disciplina, é necessário emoção e vida plena por detrás das palavras.
    És um escrevedor dos mais sensíveis e brilhantes que conheço.
    Um lindo final de semana pra ti.

    ResponderEliminar
  13. Naturalidade e maturidade em cada palavra. É sempre um prazer passar por aqui, AC.
    Receba meus agradecimentos.
    Grande abraço e bom domingo.
    Gilson.

    ResponderEliminar
  14. E esse respirar respinga em nós de maneira real apesar da invisibilidade recorrente , um luxo esse prazer de estar contigo nessas tardes de sábado.
    Obrigada por compartilhar esses momentos, essas poucas horas sentado no seu computador.
    Um luxo AC amo isso!
    abraços

    ResponderEliminar
  15. Teus escritos são belos e não importa em qual dia venhas desde que venhas mesmo. E o poema de Eusébio é lindíssimo e retrata muito bem as amizades. O escrever é como o respirar, se ficarmos muito tempo sem fazê-lo é como não ter mais o ar e aí então corremos o risco de morrer sufocados. Um bom final de semana cheio de alegrias e muita paz. Abraços desta amiga brasileira, Suzana.

    ResponderEliminar
  16. Olá,
    Escrever é um Dom e a gente abre o coração em palavras... como vc fez hoje...
    Abraços fraternos de paz

    ResponderEliminar
  17. Quem por aqui passa, habitualmente, também vem respirar. Leva sempre uma bolsa extra de oxigénio. Eu levo cores de azuis e verdes e trinados de passarada. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  18. Escrever é respirar, ouvir atentamente o que nos diz o azul do céu, adivinhar o que as pombas, no parapeito da janela têm para contar....
    É partir, é chegar, é recordar e sorrir...
    Lindo como sempre....
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  19. E ainda bem por esses momentos de sábado!
    Espero que continue a oferecer-nos estas interioridades!
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Olá,AC!

    Nem todos aqui escreverão pelas mesmas razões, mas fazê-lo terá que ser sempre um acto de prazer.E talvez o querer darmo-nos a conhecer; e depois o ficar à espera de saber o que os outros pensam daquilo que escrevemos...Será quase como que um vicio bom, digo eu.
    E bom é ver até aqui ler o que o meu amigo escreve, seja ele Sábado,ou outro dia qualquer...

    Abraço amigo
    Vitor

    ResponderEliminar
  21. A brisa agita a árvore
    e toca a alma do poeta
    que entre árduos afazeres
    e o gosto pela horta... (que partilho e é um oásis :)...)
    solta a poesia com criatividade!
    Bons respirares!... Viva a poesia, a amizade, a partilha e o poema de Eugénio!...
    Lindo AC, um beijinho com amizade!

    ResponderEliminar
  22. respiremos pois em ares poéticos,


    abraço

    ResponderEliminar
  23. É sempre um prazer respirar por aqui.

    Beijos, AC e tenha um bom domingo.

    ResponderEliminar
  24. O escrever é imortalizar um sentimento...as palavras escritas ficam pra história,,,sempre bom essa forma de expressão...abraços de boa semana pra ti amigo.

    ResponderEliminar
  25. Foi bonito este respirar de partilha!
    Foi bonito este escrever livre e solto!
    Foi bonito passar por aqui e poder ler-te... partilhando!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  26. Eu fico sempre a pensar nessa forma disciplinada de escrever, mas acabo perdendo a letra... Sempre olho para o meu blog e penso como seria maravilhoso escrever diariamente, mas as palavras não nascem assim, então escrevo apenas quando a inspiração aparece. E nessa inspiração encontro amigos e os blogs amigos, isso é tão espetacular. E ler as suas palavras é um acalento a alma e, consequentemente, uma inspiração em letras.
    Também estou escrevendo apenas aos sábados ou domingos... rs

    Beijos

    ResponderEliminar
  27. é sempre um prazer ler-te.
    e sim imagino-te a escrever, como um vício, ou uma necessidade, como respirar.
    um beij

    ResponderEliminar
  28. Não consigo nem esmiuçar muito o que escrevo e às vezes segue com equívocos gramaticais, ou de outros gêneros, porque sempre escrevo à beira de postar. Disciplina é algo que não conheço, enfim...

    Mas A.C, segue assim nesse teu ritmo, porque o que vem é natural, sem a necessidade de postar apenas pra preencher lacuna.

    O que vem é sempre lindo.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  29. Que beleza de texto, AC. Já tinha reparado nas publicações ao sábado, mas é bom conhecer este contexto. A necessária paragem para respirar. É verdade: é difícil respirar quando a velocidade é elevada.

    Beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
  30. como o percebo, AC

    as traseiras da nossa casa têm mais oxigénio e cheiro a hortelã, porque mágicos e soltos são os sábados

    feliz esta sua licença sabática!

    um beijo

    ResponderEliminar
  31. AC
    Ao ler cada frase sua consigo respirar junto com o meu amigo ao escrever. Eu vim e fiquei, não quero ir embora, mas por vezes não consigo estar presente.

    Eu não escrevo todos os dias na blogosfera, mas faço-o para os meus cadernos como sempre fiz.
    Continuação de um bom Domingo.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  32. escribir como respirar, escribir para vivir


    abrazo*

    ResponderEliminar
  33. É uma relação com a escrita muito serena, esta! Mas não deixa de ser "umbilical". Inevitável "respirar"´, ainda que, com hora marcada.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  34. Como gosto de vir aqui e poder ficar sentindo as palavras que traduzem tão facilmente o que trago em mim e nem sempre consigo expressar.
    Beijo com cheiro de jasmim!

    ResponderEliminar
  35. Querido amigo continue escrevendo o que quiser,na hora que tiver vontade , a blogagem é algo libertador e não se render à convenção de alguns nos dá esta independência, portanto não existe rédeas para a criatividade que brota da espontaneidade. Sabe AC , desde ontem que dentro de mim se insinua escrever sobre o assunto, rs, não é coincidência aqui chegar e enxergar implicitamente um pouco disto.Sou sua seguidora e fanzoca, rs.Abraços.

    ResponderEliminar
  36. AC, seu texto tem tanta qualidade, tanta profundidade que repercuti durante dias. A sensação é que ele se renova de segunda a segunda.
    Para mim, você é um escritor de verdade, disciplinado e talentoso, extremamente talentoso.
    Sensível.
    Criativo.
    Irreverente.
    Beijoss

    ResponderEliminar
  37. Lendo-te, lembrei-me que um dia me fiz a pergunta: por que escrevo? Então, como num passe de mágica me veio a resposta:- escrevo porque chove saudades no terreno das minhas lembranças e na escrita eu deságuo as minhas urgências, curo velhas feridas e engano o relógio das horas trazendo o passado para brincar de aqui e agora...

    Costumo dizer que no calçadão da minha memória há sempre uma saudade de prontidão à espreita de que a linguagem da emoção faça barulho dentro de mim e que, nessa hora, o sal das minhas lágrimas aumente o brilho do meu olhar e uma inquietação ponha em desalinho o baú de onde emergem as minhas lembranças, para que eu possa, finalmente, render-me à folha de papel em branco.

    Mas, assim aos sábados e só pela vontade, não consigo escrever nem um simples bilhete.

    Por isso, admiro tanto essa tua intimidade com as palavras e esse domínio sobre as letras, que se refletem nos belos textos que lemos aqui. Obrigada, por partilhá-los.

    ResponderEliminar
  38. Aqui criamos laços de amizade, nos acostumamos com os amigos, e quando se vão sentimos muito.
    Não importa o quanto escreves, o que escreves é que importa!
    Abraços,
    Mariangela

    ResponderEliminar
  39. Querido, a pausa nos sustenta alma, nos leva de volta pra casa, nos beija a face novamente.

    bjs nossos

    ResponderEliminar
  40. E os dias em que respira são sempre maravilhosos!

    Um beijo AC
    :)

    ResponderEliminar
  41. AC

    gostei de te ler, identifiquei-me linha a linha. Mas depois caí em mim, escrever como quem respira? Ah, isso pertence-te a ti, exclusivamente.
    [eu comecei por escrever em dias fixos, mas depois a falta de inspiração nesses dias, levou-me a tornar mais anárquica, agora vou escrevendo e para o efeito carrego na minha carteira, não maquilhagens e sim um pequeno bloco de notas... o pior é quando nada saí ou tudo se detesta]

    Espero que continues a respirar assim e se possível mais vezes.

    Beijo

    ResponderEliminar
  42. [ah, e espero continuar a visitar por muito mais tempo]

    ResponderEliminar
  43. Uma semana de paz pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  44. E bendito seja este seu respirar, este seu transbordar de palavras, que brotam do seu coração e de sua alma.
    Beijinhos, boa semana amigo,
    Valéria

    ResponderEliminar
  45. AC
    Parece que voce escreveu hoje por mim. Se eu tivesse o dom de escrever seria o que voce disse. E eu vou um pouquinho além. Outro dia tive vontade de nao mais comentar e nem escrever, pois penei que minhas palvras escritas nao tivessem peso.
    Mas hoje eu tenho que pensar para escrever, No inicio eu escrevia quase que um diario para mim mesma. Pensava que ninguem iria ler.
    Agora eu escrevo pensando.
    E uma pena pois o exercicio melhor é quando a gente escreve simplesmente. E voce tem este dom.
    Com muito carinho e amizade Monica

    ResponderEliminar
  46. Uma amiga muito especial
    hoje marca a postagem do meu blog.
    Um ser divino que em pouco tempo conquistou corações nesse mundo virtual.
    O meu foi quase um dos primeiros a ficar apaixonado pelo carisma ,
    e grandeza de seu coração.
    Convido você a deixar seu carinho e fazer parte dessa preciosa amizade.
    Espero em Deus ter saúde o suficiente para conhece-la pessoalmete
    em 2012.
    Vou ficar agradecida com sua doce presença.
    Uma linda e abençoada semana.
    Beijos ternos e carinhosos.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  47. Escrever sem compromisso, é das coisas que mais prazer me dá.
    Não tenho um dia programado, é quando a inspiração teima em sair, e aí não há quem a páre. Como diz, por vezes é coisa de 20 a 30 minutos, e quando por vezes revejo o que escrevi no mês passado, o ano passado, os primeiros post´s penso :"como consegui escrever isto? Terei sido mesmo eu??"
    Gosto muito de te ler, és inspirador.
    Beijo

    ResponderEliminar
  48. escrever sem obrigação isso é muito bom e acho que é como nos sentimos quando fazemos algo que nos agrada
    kis :=)

    ResponderEliminar
  49. é muito bom essa partilha querido,

    grande beijo!

    ResponderEliminar
  50. Escrever sem comprometimento com o tempo, sem obrigações com leitores, este é sentido do prazer poético. O poeta não deve buscar a poesia, pois esta sempre o alcança.
    Estarei aqui, em qualquer tempo, no tempo da tua voz, porque me convém a beleza da tinta.
    bj gigante, poeta querido

    ResponderEliminar
  51. Meu querido amigo

    Eu também concordo que escrever por obrigação, deixa de ser um prazer para se transformar num martírio, porque nem todos os dias conseguimos soltar a alma.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  52. Olá, ainda que de quando em quando, não deixe de escrever nunca, pois vê-se que escreve, não com as mãos,mas com a alma. Muita felicidade, sempre.

    ResponderEliminar
  53. Escrevo pouco e ainda por cima nada digno do nome ESCRITA, simples banalidades...o que não é o seu caso!
    Aconteceu que o tempo me foi banalizando o quotidiano e pensar cansa!

    Abraço

    ResponderEliminar
  54. AC! Saudades!
    Passando hj pra te ler e REALÇAR sua falta no meu blog!

    Bjão pra ti!

    ResponderEliminar
  55. Texto e imagem se completam. Afinal, "hoje é dia de respirar"...

    Beijo, AC

    ResponderEliminar
  56. Amigo AC,
    Foi-me prazeroso ler teu texto metalinguístico.
    O blogue também me tem inspirado, mas não em teu nível.
    Estou certo de que, pela qualidade e valor, esse efêmero momento é suficiente para engendrar obra que exercita nosso intelecto, alegra e refestela nossa alma.
    A preciosidade, muitas vezes, está em sua raridade.

    Abraços do amigo de além-mar!

    ResponderEliminar
  57. Caro Agostinho,

    A isso chamo economia de movimentos.Escrever ao sábado! Então, que todos os dia sejam sábados.
    Um abraço de estima, e parabéns pela escrita.
    Adriano

    ResponderEliminar
  58. Que bonito isso tudo AC!
    Fiquei emocionada com a respiração dos seus escritos.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  59. Lindo!!!
    Adorei o seu blog.
    Vamos ser seguidores (colega...)?
    Beijo da Nina

    ResponderEliminar
  60. E isso é tão bom, Ac. Comigo é assim, quando um poema está pronto, do jeito que eu quero, solto um suspiro profundo, como se algo tivesse saído de dentro de mim...E saiu mesmo, não é? Um beijo!!!

    ResponderEliminar
  61. Ainda bem que não escreves todos os dias, senão seria difícil para mim ler-te... e tens muita razão em relação ao blog é extraordinario para fazermos amigos, de tal forma que parece que os conhecemos ao fim de um tempo. Já por aqui fiz grandes amizades.
    Bjs

    ResponderEliminar
  62. Oi Ac,

    Que delicia saber a forma que concebe tua escrita, gosto dela assim, despretensiosa. Não, você não precisa de mais dias, me encanta nesse tanto, exato.
    unm voltam.. voltei..rs

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  63. Um belo final de semana pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  64. ❤♡ Olá, amigo!
    A inspiração vem e vai na hora que quer, não adianta forçá-la... escrever não pode ser uma obrigação, mas um deleite da alma.
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil
    •.¸¸✿⊱╮¸¸.•

    ResponderEliminar
  65. oi parabéns por tudo que você escreve !!! lembrei-me do entusiasmo quando comecei meu blog!!!rsrsrs
    postava todos os dias agora ando meia devagar e tudo foi lentamente caindo na rotina rsrsr gostei daqui estou ficando tenha um
    ▒▒▒▒▒▒▒██▒▒▒▒███▒▒▒▒██ BOM DIA!!!
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓█▒██▓▓▓██▒█▓▓█
    ▒▒▒▒▒█▓▒▒▓█▓▓▓▓▓▓▓█▓▒▒▓█ post lindo
    ▒▒▒▒▒█▓▒▒▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▒▒▓█ lembre-se
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█ que você
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█ é uma pessoa
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓█▓▓▓▓▓▓█▓▓▓█ maravilhosa
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓██▓▓▓▓▓██▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒█▓█▒▒▓▓▓▓█ DEUS
    ▒▒▒▒▒█▓▓▒▒▓▒▒███▒▒▓▒▒▓▓█ te abençoe
    ▒▒▒▒▒█▓▓▒▒▓▒▒▒█▒▒▒▓▒▒▓▓█ em todas
    ▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒▒▓▓▓▓▓▓█ áreas de
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓███▓▓▓▓▓▓█ sua
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█ vida Jesus
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█te ama
    ▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█ UM FORTE
    ▒▒▒▒█▓▓▓█▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓█▓▓▓█ABRAÇO
    ▒▒██▓▓▓█▓▒▒▒██▒██▒▒▒▓█▓▓▓██ DIANA
    ▒█▓▓▓▓█▓▓▒▒█▓▓█▓▓█▒▒▓▓█▓▓▓▓█
    █▓██▓▓█▓▒▒▒█▓▓▓▓▓█▒▒▒▓█▓▓██▓█
    █▓▓▓▓█▓▓▒▒▒▒█▓▓▓█▒▒▒▒▓▓█▓▓▓▓█
    ▒█▓▓▓█▓▓▒▒▒▒▒█▓█▒▒▒▒▒▓▓█▓▓▓█
    ▒▒████▓▓▒▒▒▒▒▒█▒▒▒▒▒▒▓▓████
    ▒▒▒▒▒█▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓█▓█▓▓▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒████▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓████
    ▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
    ▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓█▒█▓▓▓▓▓▓

    ResponderEliminar
  66. Respiramos a cada segundo, mas o respirar profundo nasce de um plexo meditativo - em nós mesmos- e não conhece outro curso que não expandir-se, num mimo, num suspiro.
    Abraço

    ResponderEliminar
  67. Um belo sábado pra ti meu amigo...abraços...

    ResponderEliminar
  68. Há ao menos a disciplina do sábado :) Eu sou muito mais indisciplinada :)É mesmo quando calha. E se me meto nalguma aventura como o leve desafio de verão para que duas bloggers me arrastaram ... tenho que fazer o trabalho de casa com antecedência e agendá-lo.

    ResponderEliminar
  69. Respirar palavras em toada lenta e dar de presente a nós, toda semana, a sua poesia da vida.

    Obrigada!

    Beijos :)

    ResponderEliminar
  70. Alguns não partem, AC, aquietam-se um pouco,porque precisam de encontrar nas suas horas um outro respirar de árvores ou, simplesmente, ouvir a toada dos pássaros. Mas voltam... voltam sempre. É que há lugares onde as palavras fazem sempre sentido. Um imenso e encantador sentido...

    Obrigada!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  71. Lindo texto. É com estes exercícios que nascem grandes talentos da escrita. Adoro os seus textos. Parabéns.
    bjs

    ResponderEliminar
  72. Adorei o teu texto!!! Admiro imenso essa coerência, essa verdade...a escolha do poema não podia ser mais ajustada...e tu és daquelas pessoas que tem uma grande capacidade de síntese...no pouco está tudo!!! E ...acrescente-se; de muito boa casta!!! Os amigos, são como as gaivotas...umas vêm ...outras vão...e algumas , raras ficam...e se ficam deve ser por razões fortes! Também aqui, como na vida real criam-se raízes...e se um ventinho leva...então não era tão forte ...paciência...:)

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  73. Belo texto .
    Seus seguidores estarão sempre esperando pelos
    sábados para receberem seus ternos presentes .
    Abraços,

    Marisa

    ResponderEliminar