sábado, 23 de março de 2013

TEIA DE FRÁGEIS EQUILÍBRIOS

.
Imagem do Google
.
.
.
Já fora verme, gente, flor.
Os últimos resistentes iam descendo, a pouco e pouco, as veredas que conduziam ao vale. Ele subia. Lá longe, na imponente montanha de delicados equilíbrios, queria acompanhar o voo da águia. Era ali que se forjava, sem impermeável, o destino de cada gota de água.
.
.
.

70 comentários:

  1. Uma águia solitária a vasculhar a imensidão de todos os UNIVERSOS... Seria bom mesmo!!!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. E assim são os sonhos.
    E assim é a vontade de ser livre!

    ResponderEliminar
  3. O apelo da solidão, por vezes, tangencial ao voo.


    Um beijo

    ResponderEliminar
  4. Maravilha.Dá pra voar...abração,chica

    ResponderEliminar
  5. o equilíbrio solitário do voo..
    pensar..
    beijos AC...

    ResponderEliminar
  6. Um belo sobrevoo no interior...

    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. É esse diferença que marca os vencedores. Linda reflexão

    beijinho

    ResponderEliminar
  8. Há que se ter coragem para voar tão alto e solitariamente.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Já fui águia. águia pássaro solitário
    Nada pior que voar sem outra asa ao nosso lado

    ResponderEliminar
  10. Os sonhos leva-nos a voar e ainda querer sermos livres!
    Bom domingo meu amigo

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  11. Ser águia. Se eu fosse um animal seria águia, sem dúvida, pois amo voar.

    Abraço

    ResponderEliminar
  12. nos píncaros: onde se trama o orvalho



    abraço

    ResponderEliminar

  13. Já fora... e no alto, em equilíbrio, o que lhe era vital... para matar a sede de ser o que não fora.

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  14. "Montanha de delicados equilíbrios" e "ali (...) se forjava, sem impermeável, o destino de cada gota de água". Delicadas são as duas imagens, além de toda delicadeza do contexto em que estão inseridas, transfigurando o real o apreendido.
    Abração,

    ResponderEliminar
  15. Teia de frágeis equilíbrios...

    Mas sempre existe o voo,o olhar e talha a conexão do universo...

    Magnífico poema!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  16. Olá, AC!

    Remar em contra-corrente, solitário,é feito de quem tem coragem - que tantas vezes se paga bem caro...e cada vez menos são aqueles capazes de o fazer.

    Um abraço amigo; boa semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
  17. Sim, às vezes precisamos subir à mais alta montanha, mesmo sabendo que nos afastamos da frescura do vale...

    Beijo, boa semana

    Isa Lisboa
    => Instantâneos a preto e branco
    => Os dias em que olho o Mundo
    => Pense fora da caixa

    ResponderEliminar
  18. Gostei do texto, pequeno em extensão e grande em significado.Grata pelas palavras.
    Um grande abraço!

    ResponderEliminar
  19. Ah que sonho bom ! é voar entre nuvens!
    não há limites no sonho AC
    O blog ficou bonito - mudastes o visual, parabéns ,
    deixo meu abraço

    ResponderEliminar
  20. E tudo tem sua história e seu destino, da águia à gota d'água. Que estejam no alto, então. Um abraço!

    ResponderEliminar
  21. Sim cada um com seu destino, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  22. Olá AC
    espero que a águia voe bem alto :)
    um bj
    PS: gostei muito do novo look

    ResponderEliminar
  23. Belíssimo.
    Gostei do conceito do título, gostei da nova cara do Interioridades.
    Beijinho. :)

    ResponderEliminar
  24. É isso , os grandes caudais formam -se , por pequenas gotas , nascidas nas altas montanhas " de delicados equilíbrios "

    Gosto muito deste belíssimo texto .

    Um beijo, AC ,
    Maria

    ResponderEliminar
  25. A transmutação do sonho?...
    O reencontro consigo mesmo?...
    beijo amigo

    ResponderEliminar
  26. "Já fora verme, gente, flor."
    ...agora pássaro.

    Muito belo! Gostei muito.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  27. Num caminho de foco certo, sem pormenores capazes de lhe fazer desistir esta ardua empreitada... apena segue, sabendo que esta será a mais importante de todas as jornadas...

    ResponderEliminar
  28. É no alçar de altos vôos que conseguimos sobrevoar sobre nós mesmos.
    Gostei daqui. Temos o mesmo modelo e cores de blog!

    Obrigada pelo comentário e volte sempre!
    Bjos

    ResponderEliminar
  29. que o fôlego se faça asa ...

    e o poema grito

    abraço

    ResponderEliminar
  30. " O destino de cada gota de água". Quem sabe forjar novas espécies aves brotos de água?
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  31. Quem dera voar... e escrever assim.
    Um abraço e uma boa e santa Páscoa.

    ResponderEliminar
  32. Era mesmo isso que eu precisava agora, subir á mais alta montanha, e esquecer o que se passa cá em baixo...
    Bjs


    ps: gosto imenso do novo visual do blog

    ResponderEliminar
  33. AC, mais uma vez, uma excelente imagem em palavras!
    Beijinhos, boa semana!
    Madalena
    P.S. Olhe que aquilo das amêijoas é muito jeitoso!

    ResponderEliminar
  34. Sorri, já na primeira linha, poema sentido AC!

    Abraços poeta e uma linda vida!

    ResponderEliminar
  35. Criei asas, voei alto, vendo tudo de pertinho...Fascínio, é o que senti, desejando lá permanecer...Obrigada, por me permitir!

    Um beijo!

    ResponderEliminar
  36. Sei como é, AC... ou soube, em tempos...

    São belíssimos na sua fragilidade, estes equilíbrios...

    ResponderEliminar
  37. Há sempre um ser que sobe e a quem é permitido alçar voos solitários, frutíferos e belos. Bjs.

    ResponderEliminar
  38. E que seja alto o vôo, que seja forte, que seja rápido, e não nunca se detenha. Obrigada pela visita, a retribuo com carinho e voltarei mais vezes.

    Beijos, Estrela Vespertina!

    ResponderEliminar
  39. Feliz aquele que não desiste de ser...
    Vc é enorme, AC, meu poeta querido,
    bj imenso

    ResponderEliminar
  40. "Era ali que se forjava, sem impermeável, o destino de cada gota de água."

    O nascer, a transformação!

    Abraços!!

    ResponderEliminar
  41. A intensidade poética funde-se com a bruma adensando ainda mais mistérios e destinos na beleza do voo das palavras.
    Abraço poético, AC

    ResponderEliminar
  42. Seja verme, flor, gente ou gota de água, todos seguem o seu destino...AC, um grande abraço!

    ResponderEliminar
  43. Agostinhamigo

    Boa! Bué da fixe! Gostei.

    Já seguiram as lembranças.

    Abç

    H

    ResponderEliminar
  44. Um voo de liberdade, de força, um voo de vida...

    Beijos

    ResponderEliminar
  45. Que, na Páscoa, nossa fé seja revigorada pela
    certeza de que Cristo ressuscitou e está entre nós.
    O sentimento de Páscoa não termina,
    ele sinaliza um novo começo da primavera
    e a vida marca nossa amizade.
    Feliz Páscoa Deus abençoe
    tremendamente sua vida.
    Beijos na alma carinhos no coração.
    Tem mimo na postagem caso gostar fica
    a vontade para pegar..
    Evanir..

    ResponderEliminar
  46. Voltei para desejar ao meu amigo uma feliz Páscoa junto daqueles que lhe são queridos.

    Beijinho AC e uma flor

    ResponderEliminar
  47. Só mesmo uma alma dessas é que consegue escrever assim. Fascinante, verdadeiramente fascinante! Um abraço

    ResponderEliminar
  48. tão curto.e com uma mensagem tão forte!

    feliz Páscoa-.

    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  49. Nem precisa de mais palavras!
    Também eu queria acompanhar o voo da águia.

    Boa Páscoa

    Bj

    ResponderEliminar
  50. Olá, AC!

    De passagem, para aqui deixar os votos de Páscoa Feliz, com tudo de bom.

    Um abraço
    Vitor

    ResponderEliminar

  51. ¸.•°♡♡彡
    Feliz Páscoa!
    Com muita paz e harmonia no coração, na família e com todos seus amigos!!!
    Beijinhos de sua amiga
    do Brasil.
    ¸.•°♡♡彡

    ResponderEliminar
  52. "Era ali que se forjava, sem impermeável, o destino de cada gota de água.

    LINDO

    E aproveito para desejar, com um beijinho, uma Santa Páscoa...
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beijinho? Aceito um abraço, Daniel. :)

      Eliminar
  53. Poeta ,

    Vem do Brasil os desejos de um domingo de Páscoa ,
    alegre e abençoado a você e familiares .
    Beijos

    ResponderEliminar
  54. Um voo de liberdade.
    Feliz domingo de Páscoa
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  55. Te desejamos uma páscoa assim:

    com voo amplo,
    asas livres,
    céu aberto,
    e coração repleto de novos caminhos.

    bjs nossos

    ResponderEliminar
  56. nossa... como poucas palavras me fez respirar o céu, o voo, a busca. que delicadeza ser "lavado" pela umidade translúcida da água. belo, belo, AC. abraço!

    ResponderEliminar
  57. AC,
    Venho agradecer a presença e as palavras que deixou na minha janela. :)
    Então esta semana não escreve?
    Desejo que a Páscoa tenha servido para descansar e renascer.
    Beijinho. :))

    ResponderEliminar
  58. Quando tudo se foi,
    Qual o medo de voar?
    Pode, ser mais difícil abrir asas do que parece,
    Saltar do penhasco, ser Mar, ser terra.
    Viver.

    Gostei imenso, leva-nos para diversos sentidos.

    Beijo

    ResponderEliminar
  59. Olá, nobre amigo AC!
    Seja lá de onde viemos, temos que está sempre buscando voos mais altos, seja por meio de sonho ou imaginação, mesmo que mantenhamos os pés no chão.
    Texto de grande valor poético e estético.
    Desculpa-me a ausência, é que estou muito onerando ultimamente, mas dos bons amigos nunca olvidarei.

    Abraços do amigo de além-mar.

    ResponderEliminar
  60. Agostinhamigo

    Hoje não há comentários pra ninguém, porque, como julgo que já sabes, vou para o Canadá em busca de melhor vida que, por cá, esta merda cheira muito mal. E penso que ainda cheirará pior!!!!!

    Adeus meu Bom Amigo e um abração de todo o tamanho!

    H

    ResponderEliminar
  61. Alcancei voos altos em poucas linhas! Muito bonito! Parabens!
    Me faz uma visita?
    http://mardeletras2010.blogspot.com.br/2013/03/de-geracao-em-geracao.html

    ResponderEliminar
  62. Maravilhoso, como sempre.
    Admiro a tua apacidade de brincar com as palavras dando-lhes vida!
    Bj

    ResponderEliminar
  63. AC

    " Os últimos resistentes iam descendo"...

    Mas ele ia subindo aos píncaros da montanha,
    não queria deixar de ser a águia
    cujo voo o fascinava...

    E linda de dizer dessa forma tão curta,
    tudo quanto havia a dizer...

    Maria luísa

    ResponderEliminar
  64. (E se toda gota d´água saciasse toda a sede de justiça do mundo, se todas as flores que esperam a rega recebessem-na, asa fragilidades do mundo deixariam de ser? Uma pena que nem todos os destinos se cumpram...)

    ResponderEliminar

  65. O mais além, como uma força imperiosa que nos atrai no sentido de encontrar uma outra transparência. ;-)

    Um beijinho, AC

    ResponderEliminar