domingo, 10 de setembro de 2017

A PEDRA

.
.
Havia uma pedra, há sempre. Mas aquela, de tão diminuta, prendia a atenção, como se a sua pequenez tivesse algo para transmitir.
Olhei-a. Era cinzenta, baça, sem brilho, aparentemente sem nada de especial. Mas, por mais que a tentasse deixar para trás, ela parecia olhar-me, desafiando a minha percepção das coisas.
Prossegui o caminho. Quando ultrapassei a primeira curva, a pequena pedra, acomodada na mochila, parecia cantarolar. Eu apenas sorria.
.
.

17 comentários:

  1. Ele há pedras muito persistentes, não há AC? E ainda bem que essa era pequenina :-)

    Boa tarde


    ResponderEliminar
  2. Cada vez mais me convenço que tudo o que vive à face da Terra não está aqui por acaso. Tudo tem uma razão de existir e determinada finalidade. Até os seres inanimados e sem vida própria.
    Essa pedrinha, especial, apesar de simples e sem brilho, tinha a missão de te acompanhar e fazer sorrir...a ti, e a mim! :)
    Obrigada!
    Boa semana, A.C.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Há pedras que insistem em nos acompanhar...LINDO! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  4. Conheço alguém que colecionava. A cada lugar ou situação marcante, encontrava uma pedra e guardava...

    ResponderEliminar
  5. Bonita partilha, AC.
    Fica um,Beijinho com estima e amizade:)

    ResponderEliminar
  6. Foi exactamente uma pedra assim que imaginei quando li o titulo do post "A Pedra" - é que foi mesmo!

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito desta calhoada.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  8. "Sabemos que as pedras têm alma pela ansiedade dos passos que damos"...
    Gostei tanto do texto!.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  9. Gostei muito da mensagem que aqui foi transmitida. Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Ele há pedras capazes de libertara a imaginação... e fazer poesia.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  11. Lindo texto...tão lindo quanto o teu sorriso ao trazeres a pequenina.

    Beijinho AC

    ResponderEliminar
  12. Uma pedra, que irá assinalar, um caminho, um momento, uma emoção... e ficará como recordação... não admira que ambos estivessem felizes... e cientes da importância, e significado um do outro...
    Mais um texto, absolutamente encantador, AC!
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  13. Como é saboroso este sentir . . . sermos cativados ,irremediavelmente , por pequenas " grandes " coisas ".

    Um beijo , AC , e bem vindo ,
    Maria

    ResponderEliminar
  14. Gosto do texto...as pedras, sobretudo se "pequeninas" (apenas em tamanho), são sempre simbólicas.
    Há um texto fabuloso de Manuel Alegre que se intitula A Pedra. Há-de ler...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Há pedras que me acompanham. Sei donde vieram e o que dizem.
    Belo fascínio poético!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  16. Li, reli e apliquei à postura dos humanos que não valorizam o seu semelhante,sobretudo os que "aparentemente sem nada de especial" e que afinal podem dar-nos tanto.

    Gostei do cantarolar da pedrinha:) e desculpa a minha visão sentida sobre o teu texto.

    Beijocas

    ResponderEliminar