sábado, 7 de janeiro de 2012

PALAVRAS

.
Hélio Cunha, O Pescador de Pérolas
.
.
.
Gostas das palavras, dos seus desenhos, que enfeitas com cores de rola galante. E encantas. Mas não te iludas, o canto da sereia é tentação permanente. Sem te dares conta, as palavras começam a ficar gastas, sem essência, desvanecem-se em nada. E o frio sobrepõe-se à envolvência do abraço.
Liberta-te, solta-te da sedução das suas amarras. Depois, sem pressa, pinta cada palavra com aquilo que realmente sentes. Vais ver que, a pouco e pouco, elas ganham sentido por si, mas em função de ti.
Quando elas se soltam és tu que te soltas, és tu que ganhas asas.
.
.
.

82 comentários:

  1. E com essas palavras poderás criar uma comunhão de sentimentos entre ti e aqueles que amas.

    ResponderEliminar
  2. o prazer da poesia vem antes das palavras. lembrei-me de João Cabral: escrever é catar feijão. sinta quem lê...

    ResponderEliminar
  3. sem palavras calamo-nos

    mas até um barco, que entende de ventos e correntes, precisa da voz humana para o acalentar

    depois solta-se e navega

    deixo-lhe uma palavra: abraço, AC!

    ResponderEliminar
  4. AC
    Hoje vou fazer link para aqui, porque as PALAVRAS fazem sentido pata termos opinião e entendermos as mensagens com que nos bombardeiam.

    ResponderEliminar
  5. Palavras pintadas com sentimento.
    Maravilho!

    Abraço

    Olinda

    ResponderEliminar
  6. a sedução das amarras,
    um dos dramas da vida.

    sempre vasculhando belamente
    os "interiores"..

    um abraço!!

    ResponderEliminar
  7. Preciso de asas...
    Um grande bj querido amigo

    ResponderEliminar
  8. Olá, amigo AC!
    Dizem que no princípio era o verbo e este também é meio e fim.
    As palavras são o pensamento empírico, por isso lhes dão vivacidade.
    Também podem nos abençoar ou nos amaldiçoar, condená-nos ou nos absolver.
    As palavras, outrossim, dão-nos asas à nossa imaginação.

    Parabéns pela inspiração!

    Abraços do amigo de além-mar!

    ResponderEliminar
  9. E voam em ti...
    Por entre a brisa, reflectindo-se nos espelhos das montanhas...
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  10. AC
    Mamae eat bem melhor mas a alta acho que pelo medico que passou hoje nao sera dia 10. Mas fazer o que? Queremos que mame saia fortalecida.

    As plavras sáo lindas mas prefiro escrever.
    Ando achando minhas palvras imbecis e escutando tanta coisa.
    Nao sei se estou muito bem! Que vontade quietinha por um dia.
    com amizade e carinho de Monica

    ResponderEliminar
  11. A.C.somos em verdade o que escrevemos como autores do que criamos com as palavras, as nossas atitudes vão mostrar se há correlação entre a postura assumida e o que escrevemos como espelhos d'alma ...de qualquer forma refletirão sempre uma "verdade" ,aquela que conseguirmos deduzir . Incontestável o apelo contido no seu texto: fazer bom uso e usar o bom senso com as palavras . Feliz 2012 e obrigada por mais um ano de caminhada.

    ResponderEliminar
  12. a união das letras e da alma..
    beijos querido..saudades daqui..

    ResponderEliminar
  13. Nossa AC acho que ontem consegui soltar as asas e no meu DELETE... alcancei altos voos rumo a libertação... por isso gosto tanto de palavras... bjs

    ResponderEliminar
  14. As palavras e seus sentidos mágicos!
    Asas que adorooo!

    Um abraço!
    Juliana

    ResponderEliminar
  15. Às vezes, é muito muito difícil ganhar asas.
    Mas um dia chega-se lá...

    ResponderEliminar
  16. Foi assim?
    Agora repete. Elas, agora ganham sentido (ainda) mais profundo, mas agora em função de nós.
    Quando elas se soltam somos nós que nos soltamos e... ganhamos asas.

    Mas isto só acontece se fizeres primeiro como te disse o poeta...
    Não galguemos etapas!

    ResponderEliminar
  17. as palavras e os seus mistérios, captá-las em essência, deixá-las com seus improvisos,


    abraço

    ResponderEliminar
  18. É preciso escrever com o sentimento que nos vai por dentro... sob pena de nos enganarmos por completo.

    ResponderEliminar
  19. Quando a face secreta das palavras se desvenda, o voo é certo.

    Beijos

    ResponderEliminar
  20. AC,

    É necessário a palavra àqueles que precisam voar,libertar a alma desejosa de liberdade é escrever lindamente como você escreve!


    Um abraço, Marluce

    ResponderEliminar
  21. O canto da sereia enlouquece, aprisiona...
    A libertação é uma redescoberta. Te abraço

    ResponderEliminar
  22. Palavras surdas! E palavras belas, as suas!
    AC, um beijinho e um excelente ano novo para si!
    Madalena

    ResponderEliminar
  23. AC,
    Nem sempre se podem produzir as palavras que queremos na hora certa. Às vezes é melhor o silencio...
    Bjs e um Bom Ano! :)

    ResponderEliminar
  24. Belas palavras AC! Poucos conseguem fazer bom uso delas! Bjusss

    ResponderEliminar
  25. Caro Agostinho,
    Simplesmente, perfeito!
    Abraço,

    ResponderEliminar
  26. Palavras...enigmas ao vento\ símbolos cifrados
    de oníricas paisagens\criando sons e misturando falas\ jorrando água viva, de algum lugar\ poço sem fundo,..................Mistério das palavras.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  27. palavras precisam de alma para ter sentido e tu dizes muito bem isso. beijos

    ResponderEliminar
  28. A.C.,

    a imperiosa necessidade libertadora do sermos .

    Belo , como sempre .

    Um beijo ,
    Maria

    ResponderEliminar
  29. Venho ao encontro de um AC adivinho, pois já hoje tinha passado por si e prometido a mim mesma vir a esta casa. Não tem havido muito tempo e ânimo para estas visitas, a vida às vezes é um turbilhão em que o tempo nos envolve, mesmo que não queiramos, mas os amigos estão lá sempre no silêncio das palavras, porque eles vivem em todos os momentos, através dos tempos.
    Gostei muito deste seu dissertar sobre as amarras da sedução das palavras, grande verdade. É preciso aprender a ler-lhes a autenticidade - "pinta cada palavra com aquilo que realmente sentes" e quando as palavras são assim pintadas, é que elas têm sentido e se tornam transparentes...e voam.

    Adorei.

    Beijinhos
    Branca

    ResponderEliminar
  30. AC,

    Ah, as palavras! Como elas se exibem! Chegam saltitantes, vaidosas e orgulhosas em seus vestidos de cetim desejando o brilho das estrelas. Vaidade. Tudo é vaidade!

    Validá-las! Esta, talvez, seja a maior honraria que elas desejem. Sair do papel e alcançar às ruas, ruelas, becos e avenidas... Fazer-se luz na escuridão e o pão de cada dia na boca do analfabeto, dando-lhe a consciência de cidadão para que ele possa escrever a história e reinventar a vida do seu país.

    ResponderEliminar
  31. Tantas vezes necessitamos de ressignificar... :))
    Beijinhos e muito obrigada pelas palavras tão amáveis que deixou no meu blogue. É verdade, a blogosfera é um lugar de encontro bem curioso :)

    ResponderEliminar
  32. Agostinhamigo

    Tu és dono de muitas palavras, para não dizer mesmo DAS palavras. E não são elas que te amarram; és tu que as dominas. E bem, muito bem.

    Abç

    ResponderEliminar
  33. eu bem queria ter umas asas, e como nao tenho nao voo
    kis .=)

    ResponderEliminar
  34. As palavras podem ser pássaros ou punhais.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  35. As palavras tem força, tem poder, acariciam, derrubam,,,muitas vezes nos perdemos entre elas...abraços de boa semana pra ti meu amigo.

    ResponderEliminar
  36. Quantas vezes são as palavras a minha liberdade!!
    Gostei muito.
    beijo

    ResponderEliminar
  37. Salve a essência das palavras e de fato as vezes os enfeites escondem o verdadeiro objetivo do que se proproe dizer. Grata a visita ao "Fábula". Adorei seu espaço

    ResponderEliminar
  38. Usas as palavras de uma maneira encantadora, brincas com elas,e dás-lhe a volta. Lindo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  39. nas asas da poesia...

    é assim que a gente consegue voar, né? RS

    beijos

    ResponderEliminar
  40. Na verdade por vezes respiramos por palavras

    ResponderEliminar
  41. Linda maneira de ver as palavras na poesia.

    Abraço grande.

    ResponderEliminar
  42. °º♫ Olá, amigo!
    °º✿ Palavras e sentimentos...enfeitiçam!...
    º° ✿♥ ♫° ·. Um ótimo dia!
    ✿⊱╮Beijinhos.
    Brasil°º♫
    °º✿
    º° ✿

    ResponderEliminar
  43. Olá,

    AC eu sei e entendo o que me disse, e de forma alguma você está incluído no meu texto, na verdade eu , foi mesmo para outras pessoas, mesmo quando eu disse virtual, nada tem a ver com meus seguidores do blog, foi por outras pessoas. Na verdade quando falei em virtual, são amizades antigas que me cobram certas atitudes, porém não teem. Acho que me fiz entender, vou até colocar lá que não é relacionado a nenhum amigo que segue meu blog, você foi meu primeiro seguidor, e sempre apreciei tê-lo, aliás uma honra tenha certeza.

    Bjus meu amigo.

    Elaine

    ResponderEliminar
  44. Me desculpe, falei e esqueci do principal, esse texto seu é maravilhoso, nossa eu vou até passar seu endereço para algumas pessoas refletirem, como sempre perfeito.

    Bjus

    ResponderEliminar
  45. As palavras sempre a nos prender para soltar-nos logo a seguir, mais cheios de VIDA, de PAZ e de SONHOS ESPERANÇOSOS...
    Abraços e grata pela sua presença em meu canto.

    ResponderEliminar
  46. As palavras são apenas como que um "abat jour" do sentir. Sem sentimentos elas não brilham, mas podemos usá-las para n-ao cegarmos com a luz.
    Gostei muito do seu texto.
    Grata pela visita.

    ResponderEliminar
  47. É preciso ter autenticidade para ganhar asas...Muito bonito, AC. Beijo!

    ResponderEliminar
  48. Meu amigo excelente sugestão para quando eu tiver sem inspiração :)
    Obrigada!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  49. Ai as palavras. Essência de sentimentos elas nos podem transportar pela senda da felicidade ou atirar nos para o mais horrendo dos precipícios.
    Muito obrigada pela frequência do Sexta, e pelos amáveis comentários que sempre deixa. Obrigada mesmo.
    Um abraço e um ano 2012 tão feliz quanto deseje.

    ResponderEliminar
  50. O que vi...foi uma tela pintada de palavras luminosas.
    Bj
    Graça

    ResponderEliminar
  51. as palavras só valem se há alma por trás...

    a propósito, adoro as suas !!!

    beijo carinhoso

    ResponderEliminar
  52. Quando quero falar de coisas que penso ou que me acontecem eu uso textos narrativos em meu Blog, quando a minha alma quer falar eu uso poesia. Um grande abraço e feliz ano novo.

    ResponderEliminar
  53. De palavras tu bem entendes. Essa tua relação com elas é pura magia. É sublime. Me encanto a cada letra bebida.

    Beijos, querido AC, que tanto me emocionou com seu último comentário nos meus textos desconexos.

    Um imenso obrigada.

    ResponderEliminar
  54. Meu querido Poeta

    As palavras são veludo e espinho...carícia e dor...são o gesto e a lembrança...e por vezes os farrapos com que se vestem os sonhos.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  55. lindo o que acabei de ler.parabéns

    espero para ti um bom ano.

    Para mim o inicio do Ano está a correr bem com o sucesso do meu livro Cantar África.

    deixo um beijinho

    ResponderEliminar
  56. Há momentos em que as palavras dizem bem mais quando se calam. E quem sabe aí está a felicidade? Mas não nos custa tentar libertá-las, fazê-las com que movam o mundo, que o provoquem e o façam chorar ou não.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  57. as palavras como voo. nunca como amarras!...

    a densidade do sentido para além da envolvência (sedutora) da forma.

    excelente.

    abraço

    ResponderEliminar
  58. AC
    Palavras enternecedoras as que aqui encontro e me delicio.

    Palavras são as minhas por vezes o meu grito de liberdade.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  59. really great illustration.. very dramatic and meaningful!!! too much words to explain it... love your blog!!! following you now... hope you could visit my blog too.. kissess!!!

    ResponderEliminar
  60. AC, meu querido amigo, tu bem sabes o tamanho do vôo que as palavras aladas possuem, pois o Interioridades é um lugar de libertação.
    bjssss

    ResponderEliminar
  61. um voar
    num ganhar de asas...

    abrazo serrano

    ResponderEliminar
  62. Texto lindo! Tava com saudades de te ler AC! sempre encantadores seus escritos! bjsss

    ResponderEliminar
  63. O canto da sereia pode ser a sedução do poder, então é o melhor e livrar-se e ser livre.

    ResponderEliminar
  64. " Se pudéssemos rasgar a palavra/ e dissecar-lhe o sentido (...) "

    Talvez fosse mais fácil perceber o quanto, nas palavras, tantas vezes nos aprisionamos.

    Como sempre, mais um texto de enorme beleza e lucidez!

    Obrigada, AC

    Um abraço AC

    ResponderEliminar
  65. Um belo final de semana pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  66. Bom fim de semana querido..cheio de palavras lindas pra vc!

    Abraços
    Juliana

    ResponderEliminar
  67. .

    .

    . assertivo e tão verdadeiro . que dói . que arrepia . que urge . e que incita a mudança .

    .

    . um abraço .

    .

    .

    ResponderEliminar
  68. Palavras que ganham sinceras asas!
    lindo texto,
    obrigada pela visita
    bjs

    ResponderEliminar
  69. Repetindo o que escrevi no Desassossego: somos , eu e você, dois desconhecidos que se conhecem.Isso é, no mínimo, maravilhoso!

    Mesmo quando não cometo, não deixo de estar aqui.
    Beijos, querido AC

    ResponderEliminar
  70. "o canto da sereia é tentação permanente" Esta frase resume muito bem algo em que tenho pensado ultimamente! A propósito de ciclos e círculos...

    ResponderEliminar
  71. todo o escritor como prisioneiro da palavra, da sua palavra

    abraço

    LauraAlberto

    ResponderEliminar
  72. Não economizemos tais vôos então...
    Q assim seja. LIndo poema!

    =)
    És sempre bem vindo em meu recanto, AC!

    bjo

    ResponderEliminar
  73. As palavras, são como penas aos vento...
    O que é mesmo importante é um verdadeiro gesto, de amizade de carinho e uma reza profunda, sentida, solidária e companheira, tudo o resto, é o adorno do brilho que ofusca e cega a cegueira...
    As pessoas mais sábias e profundas não se desgastam em palavras, observam em siléncio e é no siléncio, que se ouvem as melhores e as mais belas respostas. Contudo, continue a escrever as suas palavras porque embalam como sonhos de encantar...

    ResponderEliminar
  74. as palavras estão gastas já dizia o grande Eugénio de Andrade, mas as tuas nunca vão estar gastas.

    um beij

    ResponderEliminar
  75. Olá!
    Também gosto muito das tuas palavras, por isso vou voltar, não tive tempo de as saborear como merecem!

    Bj

    ResponderEliminar