quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

ILUSÃO

.Margarida Cepêda, A Ilusão
.
.
.
Dentro de ti tudo era certo e incerto, apesar de saberes da conjugação dos astros.
Recolhias-te ao silêncio, fechando os olhos para ver mais claro, mas a inquietação era cúmplice, e só quando me pressentias para lá do rio, no caminho que ia dar aos salgueiros, é que conseguias invocar o feitiço das borboletas.
Era ainda o tempo de respirar o aroma das rosas, de seguir a linguagem dos sentidos...
.
.
.
Sei que estou em falta na visita aos blogues amigos, mas a minha actividade profissional tem sido tão intensa que me tem sido impossível. Talvez este fim-de-semana consiga equilibrar as coisas.
.

122 comentários:

  1. tens alma de poeta totalll!!!!rs

    forte abraço!

    ResponderEliminar
  2. Agostinho,
    Estás a comunicar por parábolas? Como se articulam os contrários? Eu sei que o título é elucidativo - Ilusão - logo mágico. Mas mesmo assim é difícil entrar no teu pensamento. Há coisas estranhas: "invocar o feitiço das borboletas"!
    Fiquei com uma certeza: "impera a linguagem dos sentidos".
    Um abraço
    Caldeira

    ResponderEliminar
  3. Mais um poema em prosa.

    Pode ser de mim mas os teus textos respiram água...

    Espero que não me interpretes mal...lol

    É um elogio...

    ResponderEliminar
  4. Interpretar para quê se ao deslizar a mão pelas palavras elas se fazem doçura e ao pousar nelas os olhos se fazem imensidão.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  5. A vida é certa e incerta, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  6. É ainda o tempo...

    Querido, ADORO demais ler teus posts porque encantas de toda forma. Inspirador sempre!

    Um Beijo com todo carinho do mundo para ti.

    ResponderEliminar
  7. a linguagem dos sentidos - um belo texto! Beijos

    ResponderEliminar
  8. Feitiço das borboletas, portal para o caminho da linguagem dos sentidos. Pura magia, pura feitiçaria, puro encantamento. Quisera eu dominar este feitiço...
    Um bj querido amigo.
    Já sentia a tua falta.

    ResponderEliminar
  9. Não te incomodes em visitas.
    Dando a nós presentes de suas palavras,já é grande visita a alma.
    Obrigado.

    ResponderEliminar
  10. Para além da sempre agradável leitura, este blogue tem sido também uma excelente oportunidade para apreciar e aprofundar a arte de Margarida Cepêda.
    Obrigada, AC :)

    ResponderEliminar
  11. Fechar os olhos ajuda a perceber as coisas em uma outra esfera, mais íntima, mais abrangente.

    Um beijo.

    ℓυηα

    ResponderEliminar
  12. Gosto muito de passar por aqui...esses textos nos levam longe!!

    bjinhus...

    ResponderEliminar
  13. ahhh...nós sempre somos movidos pelo amor, em demasia ou pelo simples desejo dele...

    ResponderEliminar
  14. Não me importo em vir aqui tantas vezes sejam necessárias sem que vás ao meu blog... É sempre prazeroso ler-te e mergulhar nas tuas escritas tão cheias de sentimentos.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  15. Quando seguimos a linguagem dos sentidos somos verdadeiros(as) ! : )

    ResponderEliminar
  16. Talvez você consiga equilibrar as coisas? Mais ainda? Pois eu o vejo em total equilíbrio. Talvez não o seja, talvez você viva sob o signo do imprevisível, mas lá nas minhas casas, você equilibra minhas palavras e entrelinhas, com extrema maestria.

    Debaixo das sombras dos salgueiros, eles se encontravam, e podiam facilmente ler o presente tão hoje e tão amanhã, através da leitura do voo das borboletas... e um deles sempre necessitava das ausências, não por capricho, mas por necessidade, tal qual a que se tem por ar.

    Desnecessários mapas quando se tem rosas por guia.

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  17. Olá AC,
    Em silêncio, vislumbra-se para lá dos salgueiros...
    Absorvendo os sentimentos desenhados pelo bater das asas das borboletas num acto de magia...rio acima em direção incerta...

    Bjs dos Alpes com votos de Boas Festas!

    ResponderEliminar
  18. AC
    Quantas vezes eu recorro ao silêncio de ollhos fechados para ver mais claro!!! são mais do que aquelas que gostaria que fossem. Obrigado pela partilha.

    Beijo

    ResponderEliminar
  19. Na maioria das vezes, se se seguissem a linguagem dos sentidos, com certeza existiria um maior equilibrio entre as pessoas e cada qual seria mais feliz... Pergunto-me se isso seria assim tão utópico? talvez não, o ser humano já tem demonstrado que é capaz de actos tão belos. É só plantá-los e partilhá-los com os demais.
    Abraço
    PS: Não está em "falta" com ninguém, basta-nos saber que continua no activo, tanto a trabalhar como no seu blogue

    ResponderEliminar
  20. Eu confio muito em olhos fechados...
    Lindo post, AC :)

    ResponderEliminar
  21. Pelos caminhos da vida sempre esbarraremos no incerto, nas duvidas e nas ilusões,,,temos que construir proteçoes contra isso pra nos alimentar a alma e nos ajudar a seguir sempre em frente,,,forte e fraterno abraço de bom final de semana pra ti amigo...

    ResponderEliminar
  22. Há um tempo assim na primavera da vida! tempo de espera e de esperança...um abraço

    ResponderEliminar
  23. E o equilíbrio surge nas palavras, nos gestos, no amor... E mesmo que seja (des)equilíbrio sempre haverá flores no inverno relembrando a primavera. A mistura do tempo...

    Beijos....

    ResponderEliminar
  24. NA simplicidade das palavras o poema.
    kis :=)

    ResponderEliminar
  25. AC,com certeza você encontrará tempo para respirar o aroma das rosas.
    um abraço.

    ResponderEliminar
  26. conjugara astros, tarefa de sábios,


    abraço

    ResponderEliminar
  27. Carissimo, tudo ao seu tempo(rs)e com certeza quando tiver tempo não se esqueça do aroma das rosas.
    bjs.

    ResponderEliminar
  28. Há sempre algo que nos inquieta....e às vezes, nem mesmo fechando os olhos, se vê mais claro...
    Mas que se siga sempre o aroma das rosas e a linguagem dos sentidos.....para que amar faça todo o sentido...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  29. AC,


    Lindíssimos versos ...
    Creio que sempre é "tempo de respirar o aroma das rosas, de seguir a linguagem dos sentidos..."



    BjO.


    :)

    ResponderEliminar
  30. "... tempo de seguir a linguagem dos sentidos."... nem mais!

    ResponderEliminar
  31. Ilusão ou a vida que se tem por dentro??
    Feliz Natal, meu Amigo!
    Graça

    ResponderEliminar
  32. "Recolhias-te ao silêncio, fechando os olhos para ver mais claro". É na quietude que conseguimos perceber melhor o que clama dentro de nós.

    Puxão de orelhas: Se demorares muito para visitar os dois velhinhos simpáticos lá no blog, eles irão embora. rsrsrs
    Sei da correria, querido.
    Bjo

    ResponderEliminar
  33. sei como é, acaba faltando tempo pra tanta vida!

    ResponderEliminar
  34. .

    . dentro de Si o certo e o in.certo .

    .

    . como dentro de todos nós que mais não podemos fazer do que nos a.dentrarmos neste mundo que tanto nos exige .

    .

    . talvez in.vocar o feitiço das borboletas seja um bom presságio . e até adágio para um anda.mento menos célere . com mais sabor .

    .

    . AC,,, desejo.Lhe um Santo e Feliz Natal na certa certeza de que o Seu verbar é também ímpar como esta quadra em todos nos encontramos . e ampla.mente vogalizante e vogalizador .

    .

    . deixo um abraço sentido .

    .

    . paulo .

    .

    ResponderEliminar
  35. Dentro de ti tudo era certo e incerto, apesar de saberes da conjugação dos astros.(que lindo)!
    Entendo a falta de tempo,tb estou assim...como a menina disse no recado acima"Acaba faltando tempo pra tanta vida"...é sempre bom te ver lá pelo meu blog *-*;
    É TÃO BOM TE LER!

    Bjos

    ResponderEliminar
  36. Fez-me lembrar o "Amor sonhado" de que gosto tanto.
    Esta cadência serena, sempre no trilho da insinuação voluptuosa é muito bonita.

    Beijinho, Agostinho.

    ResponderEliminar
  37. Be-lís-si-mo!!! AC, devolvo o elogio.É um prazer passar por aqui. Amei a sua "Ilusão".
    Um beijo.:)

    E.T. Aplausos também pela ilustração. Muito linda... e de uma cumplicidade com o que você nos "diz".

    ResponderEliminar
  38. Suas palavras me levaram longe meu querido... um verdadeiro encanto...doce final de semana...beijinhos
    Valéria

    ResponderEliminar
  39. Tudo é certo e incerto quando amamos.


    beijos

    ResponderEliminar
  40. [Como eu te compreendo, nessa actividade intensa:)]

    Um texto belíssimo, AC, prova de que não são precisas muitas palavras para saber dizer...

    Um beijo de carinho e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  41. O olhar feminino de Margarida Cepêda que me apaixona...Já conhecia esta tela que intitulo de intensa sinfonia feminina.
    A sua mão juntou-a em perfeita cadência com o aroma das rosas escritas.

    ResponderEliminar
  42. AC querido,
    e que intenso é o silencio.. e de olhos fechados...
    beijo no coração..

    ResponderEliminar
  43. seguir a linguagem dos sentidos... ser o aroma das rosas ao cheirá-lo. ser a escrita de mistério ao ler-te =) um abraço!

    ResponderEliminar
  44. Qual será o feitiço das borboletas? É um desafio imaginá-lo certamente assim como é um imenso prazer ler tuas palavras de mel e sonho.
    Sempre é tempo de respirar o aroma das rosas e seguir a linguagem dos sentidos... isso é viver!
    Beijokas, meu caro amigo, e um fds cheio de vida.

    ResponderEliminar
  45. Mais um poema, mais magia, mais encanto!
    Bjs

    ResponderEliminar
  46. Você escreve sobre o "feitiço das borboletas", e eu a tenho hoje esvoaçando no meu espaço...É a magia da blogosfera :)

    Um feliz Natal prá você, amigo.

    Beijos Natalinos

    Cid@

    ResponderEliminar
  47. Tão lindo, tão intenso e em simultâneo tão suave!

    ResponderEliminar
  48. Falta tanto para sentir as asas abraçarem o vento...


    Há 3 presentes pra vc no blog SEMENTE DE AMORA.


    BEIJÃO!!!

    Tenha um lindo fim de semana!!!

    ResponderEliminar
  49. Olá, vim deixar um carinho de amiga, com abraços de paz, beijos no teu coração.♥

    Olavo Bilac

    Natal


    Jesus nasceu. Na abóbada infinita
    Soam cânticos vivos de alegria;
    E toda a vida universal palpita
    Dentro daquela pobre estrebaria...

    Não houve sedas, nem cetins, nem rendas
    No berço humilde em que nasceu Jesus...
    Mas os pobres trouxeram oferendas
    Para quem tinha de morrer na cruz.

    Sobre a palha, risonho, e iluminado
    Pelo luar dos olhos de Maria,
    Vede o Menino-Deus, que está cercado
    Dos animais da pobre estrebaria.

    Não nasceu entre pompas reluzentes;
    Na humildade e na paz deste lugar,
    Assim que abriu os olhos inocentes
    Foi para os pobres seu primeiro olhar.

    No entanto, os reis da terra, pecadores,
    Seguindo a estrela que ao presepe os guia,
    Vem cobrir de perfumes e de flores
    O chão daquela pobre estrebaria.

    Sobem hinos de amor ao céu profundo;
    Homens, Jesus nasceu! Natal! Natal!
    Sobre esta palha está quem salva o mundo,
    Quem ama os fracos, quem perdoa o mal,

    Natal! Natal! Em toda a natureza
    Há sorrisos e cantos, neste dia...
    Salve Deus da humildade e da pobreza
    Nascido numa pobre estrebaria.

    FELIZ NATAL!

    ResponderEliminar
  50. Enfim... de sentir a linguagem dos sentires todos que nos habitam. Mesmo que em ilusão...
    Chega o tempo, caro AC, em que isso se torna necessário... Sugar a essência da vida. Ainda que seja ilusão. Mas, enquanto o fazemos, não é!!

    Beijos

    Carla

    ResponderEliminar
  51. Olá, boa noite!

    Venho desejar-lhe,

    e aos seu familiares uma óptima

    Quadra Natalícia!

    Saudações poéticas

    ResponderEliminar
  52. Certo, incerto... inquietação cúmplice... no caminho do salgueiro... perfume de rosas...
    Amor... sempre o amor!...
    Bom fim de semana, amigo!
    Beijinhos.
    Brasil

    ResponderEliminar
  53. Um belissimo sabado pra ti amigo,,,abraços.

    ResponderEliminar
  54. esse teu dom de escrever-encantando me alegra, adoro te ler. bjs

    ResponderEliminar
  55. Tão lindo!!! Tão teu. Tão dividido, que partes do teu poema transforma-se com com a nossa compreensão e percepção, mistura-se às nossas próprias experiências, para tornar-se nosso. bjos

    ResponderEliminar
  56. AC, meu querido,

    A sabedoria dos sentidos... Ilusionismo!

    Sempre perfeito versos.

    Bjão e bom fds

    ResponderEliminar
  57. Pra manter o costume, tá liindo!
    Bjs ;*

    ResponderEliminar
  58. Lindo, muito belo!
    Como sempre romântico e inspirado...!

    Bjos

    ResponderEliminar
  59. se é ilusão, não sei

    mas oiço o vento nos salgueiros
    e o feitiço das borboletas!

    gosto particularmente desta ilustração, porque do seu poemar é tão evidente

    senão, não estaria aqui...

    e, falo por mim, AC

    não tenha problemas com a falta de tempo, pois comentar, não é, nem será nunca, uma moeda de troca

    é simplesmente um prazer.

    Tenha um Santo Natal!

    um beijo

    manuela

    ResponderEliminar
  60. Adoro a sua maneira de escrever é sinceramente notável a diferença, se faz um jogo de palavras muito legal e sem falar do bons poemas.

    ResponderEliminar
  61. Parabéns pelo blog e pelos textos... Tenho um blog chamado Folhetim Cultural gostaria que visita-se este é o endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com
    Vamos trocar conhecimentos...
    Ass: Magno Oliveira
    Folhetim Cultural

    ResponderEliminar
  62. É de uma sensibilidade incrível mesmo... Lindo... Beijo...:)

    ResponderEliminar
  63. AC,

    Hoje venho apenas desejar Boas Festas

    UM ABRAÇO

    ResponderEliminar
  64. é quando fechamos os olhos que enxergamos mais longe... é no silêncio que ouvimos a bússula que nos vai por dentro...

    beijo

    ResponderEliminar
  65. De tantas certezas e incertezas...chegava a ser uma ilusão...

    beijos lúcidos em você,

    Bia

    ResponderEliminar
  66. Um Natal de muita Paz e um ano novo repleto de realizações.
    Que as luzes que enfeitam esta data iluminem sua vida o ano de 2011 inteiro.

    Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

    Renata

    ResponderEliminar
  67. O vaivém dos sentidos suscita essa dúvida:
    A perplexidade do comportamento.
    A aproximação ou afastamento, podendo ser um garante de lucidez, por ganhar distância relativamente ao objecto da afecção, garantem muita coisa.

    Bela edição, AC
    Um abraço

    ResponderEliminar
  68. Depois de te ler mil vezes, continuo sem saber comentar-te.
    ... e as incertezas não passam de uma ânsia, depois das certezas
    Adorei AC! Adorei!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  69. Por vezes o certo e o incerto coabitam-nos...

    Um abraço e uma quadra natalícia feliz :)

    ResponderEliminar
  70. AC amigo querido,

    Passando....
    Agradecendo as vezes que estiveste comigo, agraciando o teu carinho na tua forma de ser.
    Ofertando as tuas palavras no jeitinho proprio de você.
    O Natal esta aí, despontando quão primavera, a florir nosso glorioso planeta terra, ensejando felicidade a todos os corações desse mundo em sua essência mais pura e bela, pela luz que brilha a presença de nosso mestre e irmão maior, Jesus.
    Estarei logo em breve ofertando minha penúltima postagem deste ano, NATAL e logo mais deixando automaticamente a postagem de fim de ano que cairá dia 28 deste corrente e abençoado mês...
    Me darei férias. Uma viagem em busca de energia, agasalhada ao pensar...
    Desejando cá de antemão, o meu mais afetuoso abraço, no desejo de que desfrutes de BOAS FESTAS junto aos teus familiares e amigos, teus afetos queridos, que estão sempre a te acompanhar.
    Ensejando ainda, que onde puderes dar a oportunidade de abraçar aqueles outros que pairam na solidão, esquecidos, ofertando-lhes uma palavra amiga ao curso de fraternidade e solidariedade como irmãos todos que somos, que assim seja feita a tua vontade...

    Paz em teu lar. Luz a iluminar o teu caminho e o meu abraço apertado e assim dizer: Muito obrigada pelo teu carinho...

    Beijos

    Livinha

    ResponderEliminar
  71. Meu amigo obrigada pela sua visita e comentário
    no meu blogue. Desejo-lhe um Feliz Natal junto
    de quem mais desejar.
    Para si a m/amizade e um beijo.
    Irene

    ResponderEliminar
  72. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  73. Querido AC...

    Hoje, eu não quero falar sobre o seu texto ( aliás tornam-se redundantes os meus comentários, porque a palavra é uma só - brilhantes!).

    Quero falar sobre você : a doçura , a sensibilidade e o talento facilmente reconhecíveis que, com generosidade,fazem com que se entregue aqui.
    Isso se chama Amor , não o exclusiviata, mas o universal. Aquele que a gente deveria ter sempre e usar.Você sabe e consegue fazê-lo.

    É uma pessoa impar que eu desejo preservar.

    Que as luzes do Natal estejam em seu coração e iluminem seu 2011, trazendo-lhe saúde e muitas alegrias.

    Beijo.
    Você ,em meu círculo de amigos, foi um dos lindos" presentes" que ganhei em 2010.

    ResponderEliminar
  74. Um belissimo domingo e uma otima semana pra ti amigo,,,abraços.

    ResponderEliminar
  75. Adoro essa sua forma tão linda de abordar sentimentos.

    ResponderEliminar
  76. quando estamos atentos e deixamos o amor sair há sempre um portal aberto ao entendimento
    beijinhos

    ResponderEliminar
  77. Uma manhã, depois que o sol passou por minha janela, resolvi seguir o caminho do rio... As águas tilintavam numa viagem mansa, silenciosa... Havia flores nas margens- era um aroma silvestre. E foi neste instante que senti o perfume da vida.

    O meu carinho (também ando ausente devido ao trabalho - final de ano letivo).

    FELIZ NATAL! Teresa.

    ResponderEliminar
  78. AC ,

    que o seu Natal seja tal qual o sonhou .

    Deixei , no meu blog , um comentário ao seu , que gostava que , quando tivesse tempo , lesse .

    Beijo

    ResponderEliminar
  79. AC!

    Em relação aos seus comentários, quero te esclarecer (já que não entendestes) o contexto que rege a seguinte frase postada.
    Quem não tem conhecimento do texto - na íntegra - de Inês Pedrosa, não tem como entender essa 'citação avulsa' que fiz, como dissestes, isolada.
    O nome do texto chama-se A instrução dos amantes, uma obra literária lançada em 1992 em Portugal, que debate algumas descobertas na vida de uma mulher, entre elas o primeiro amor, decepções, idealizações [...]
    Claudia (a protagonista da história)descobre o amor quando se apaixona por Diniz (líder de um grupo de adolescentes), mas é rejeitada quando o rapaz diz que a quer apenas como amante, e, essa experiência (de ser negada pelo homem que amava) marcou sua vida para sempre.
    O tempo passou e Claudia não conseguiu esquecer Diniz nem por um segundo, é quando a autora escreve:

    "Talvez seja ele, ainda, o segredo do riso dela. Não há memória mais terrível do que a da pele; a cabeça pensa que esquece, o coração sente que passou, e a pele arde, invulnerável ao tempo."

    Espero ter ajudado!

    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  80. Bibiana,
    Grato pela explicação.

    beijo :)

    ResponderEliminar
  81. Nada na vida é certo...tudo é incerto...um pouco de ilusão em nos...
    Boas Festas
    Beijo d'anjo

    ResponderEliminar
  82. SEMPRE É TEMPO AMIGO
    LINDO TEU RECANTO_
    _
    AMIGO POETA!!!!

    vc atendeu meu Chamado
    Eu fui agraciada
    ohhhhhhhhhh_

    Que Jesus menino te agracie
    com Amorrrrrrrrrrrrr
    Bondade
    Amizadeeeeeeeeeeee
    E tudo ke for necessário
    p/ vc e os teus!!!

    _Paz em teu lar e o meu abraço apertado e assim dizer: Muito obrigada pelo teu carinho...

    Beijos--Amooooooo vc!!!

    ResponderEliminar
  83. Carregamos tantos binómios dentro de nós. E tantas vezes necessitamos de pressentir algumas presenças para resolvermos as tensões internas.

    Obrigada e um abraço.

    ResponderEliminar
  84. Quer o quadro, quer as palavras são enigmáticas...e como se contasse uma história, gostava de saber o que viria a seguir :)

    ResponderEliminar
  85. Olá
    obrigada pela visita
    Uma semana felizz pra todos nós!!!!

    Abraços

    ResponderEliminar
  86. Lindo como sempre. fechando os olhos para ver mais claro...perfeito!
    Beijos

    ResponderEliminar
  87. Uma bruxa, feiticeira, antevia, pressentia... Apesar do dom, a quietude da alma se fazia somente na presença dele.

    Um beijo carinho, meu poeta contemporaneo favorito.

    AC querido,
    Entendo muito tua falta de tempo. Estou na mesma condição. Muitas atividades que não me permitem criar nos últimos tempos, quiçá visitar meus sítios favoritos. E agora a época de festas, e depois viagem de férias (merecidas ao cubo). Não estranhes meu silêncio, estarei por aí... adejando.
    beijo grande.
    Janice.

    ResponderEliminar
  88. NESTE TEXTO POÉTICO...PELO MENOS PARA MIM, INVOCAS A TUA MÃE...AQUELA MULHER QUE FECHA OS OLHOS PARA PEDIR A DEUS PELO FILHO...QUE CONSULTA OS ASTROS E ESPERA QUE O PROTEJAM... TEMPOS REMOTOS...

    MAS TINHAM RAZÃO OS PÁSSAROS ESCAPAM,FOGEM AO MENOR CLICK...AQUELE ATÉ FOI CORAJOSO...:)

    COMIGO NUNCA ESTÁS EM FALTA...SOU SORTUDA , NÃO TENHO RAZÕES PARA ME LASTIMAR...MAS SEI QUE ESTA ALTURA É COMPLICADA...

    BEIJO:)

    ResponderEliminar
  89. Era ainda tempo de...

    Sempre o será!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  90. Boa noite!
    Teu blog é um convite aos amantes das palavras e toca a alma de forma singela!
    Cheguei aqui, gostei e fiquei!

    Continue sempre assim, inspirado e encantando com tuas palavras!
    Bom começo de semana!

    ResponderEliminar
  91. AC,
    Lindo demais!
    E há tempos em q só a presença amada, a chegada da paz, possibilita-nos alcançar o estado almejado, o apice pleno.

    Beijo enoooorme pra vc!
    Mi

    ResponderEliminar
  92. AC,
    Estava dodói, o clima de Brasília é muito seco e eu fiquei muito resfriada.
    Mas aqui estou para te agradecer à visita
    Teu poema é SOL
    Gosto de ler e sentir a sensibilidade da tua poesia e o que ela quis dizer na magia.
    O natal está chegando e com ele o acrescento do que somos e sentimos.
    Que Deus abençoe cada amigo, cada gesto, cada sentimento de solidariedade e fraternidade.
    Que nos abrace forte com seu amor, para que dentro de cada um de nós habite sempre o sentimento de doação e carinho.
    É o meu desejo de coração e que o natal traga tantos significados bons para ti.

    Beijo.
    Fernanda.


    PS: Querido,
    sei que a frase ser ou não ser ?Ficou famosa por Shakespiare.
    Mas não me referia a ele , me referia mesmo a Socrates e sua metafisica.

    ResponderEliminar
  93. Uma belissima semana pra ti amigo querido,,,abraços fraternos de paz sempre.

    ResponderEliminar
  94. ... certo ou incerto...

    Que diferença faz a conceituaçao, se o que vale é o sentimento, este tantas vezes preso e amarrado pelas formalidades impostas...

    ResponderEliminar
  95. .

    AC

    Sei que estou em dívida contigo, mas o tempo está muito corrido.
    Pra falar a verdade, hoje não tive nem tempo de te ler, então, passando só para marcar presença e deixar beijos.

    Volto!

    .
    .

    ResponderEliminar
  96. Bom dia, AC!
    Certo ou incerto, ser ou não ser...
    O que importa é que é ainda temos "tempo de respirar o aroma das rosas, de seguir a linguagem dos sentidos..."
    Belíssimo, querido amigo!
    Abençoada semana a ti e aos teus, beijos de luz no teu coração!

    ResponderEliminar
  97. AC
    Nesta época dentro de nós o certo é a oração e o silencio
    O Natal além do Nascimento de Jesus é a renovação de nossos sonhos.
    Uberlandia estava quente mas com o acrescimo da palabra amor e ternura e da esperança de uma nova vida que vai chegar em fevereiro na casa de minha prima.
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  98. Sempre há tempo, por mais improvável que pareça.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  99. "O exercício do silêncio é tão importante quanto a prática da palavra." (William James)
    Abraços e Ótima Semana para vC AC!

    ResponderEliminar
  100. Olá!

    Puro encantamento!
    Que a magia deste natal possa trazer paz, saúde e muita felicidade!

    Abraços :)

    ResponderEliminar
  101. AC

    Ainda hoje, em qualquer momento, se fecharmos os olhos, sentiremos as asas, suaves brisas que invocam na nossa alma, tudo o que nos protege quando vamos para lá do rio.

    Sereno e belo. Escrito com a linguagem que tão bem identifico.

    Um enorme abraço de Boas Festas.

    ResponderEliminar
  102. Fiquei bastante contente, por ter gostado do meu blog, aproveitei para fazer uma visita ao seu e fiquei bastante encantada, tanto é, que agora tbm estou te seguindo.

    Penso que isso seja o melhor da internet, é a possibilidade de encontrarmos por ai a fora, almas parecidaas com a nossa de alguma forma.

    Beijos!

    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  103. AC, meu querido poeta, vc me encanta com esses textos poéticos!

    Amei isso: "Recolhias-te ao silêncio, fechando os olhos para ver mais claro, mas a inquietação era cúmplice, e só quando me pressentias para lá do rio, no caminho que ia dar aos salgueiros, é que conseguias invocar o feitiço das borboletas."

    Que maravilhosas metáforas! Que bela viagem vc me proporcionou! ;)

    Beijos, querido... e quero aproveitar para desejar-te um Natal cheio de paz e alegria junto aos seus.

    ResponderEliminar
  104. Olá,,,td bem?
    Quando eu crescer eu quero ser como vc....escrever textos assim, desse nivel maravilhoso e ainda receber esse montão de comentários sobre....

    bjos meu sempre!!

    ResponderEliminar
  105. AC, UM ABRAÇO E UM BEIJO NATALÍCIOS...

    OXALÁ TENHAS RAZÃO...E O PLANETA GIRE DE FORMA CORRECTA MAS EU NÃO TENHO ESSA ILUSÃO...
    QUANDO O GOVERNO SE GOVERNA COM OS GRANDES GRUPOS ECONÓMICOS...E DESPREZA O POVO QUE O ELEGEU....E SE EXISTE UMA FUNÇÃO PÚBLICA QUE FEZ MUITA ASNEIRA...O EXEMPLO VEIO DAS MAIS ALTAS EXCELÊNCIAS...E TODOS ACHARAM QUE PODIAM METER A MÃO E ESBANJAR E TIRAR(ROUBAR)...ENFIM...
    A MINHA CONSCIÊNCIA DE NADA ME ACUSA!!!

    BEIJO:)

    ResponderEliminar
  106. QUERIDÍSSIMOS AMIGOS!!!

    Neste final de ano quero desejar a todos vocês uma paz imensa! Saúde transbordante! Dias inundados de conquistas! E um oceano de felicidade!

    Obrigada pelas visitas, doces palavras e todo o carinho a mim dedicados nesses meus oito meses de vida blogueira!

    Vocês fizeram mais do que enfeitar os meus blogs, fizeram toda a diferença na minha vida!

    Amo vocês!
    Sueli Gallacci.

    ResponderEliminar
  107. Olá!

    Passando para te desejar um feliz Natal!Adorei o q li(bonito e nostalgico).

    Beijinhos

    Maria

    ResponderEliminar
  108. AC,


    Passando pra te reler e deixar
    BjO ... :)

    ResponderEliminar
  109. AC

    Equilíbrio é tempo
    Paz é construção
    Amor é entusiasmo criador
    Farfallas sabem bem voar
    Pois logo iram renunciar pra renovar
    E assim desejo a vc este Natal
    Bjinhos e aos dias que seguem, feito esta linda lua cheia em vc.

    ResponderEliminar
  110. Aliás, antes que eu me esqueça!!

    Você nunca está em falta, meu amigo!!! Nunca. Capaz que nós estejamos em falta contigo.

    Você, jamais...

    Poxa, obrigada pelo que você disse... "with a little help from my friends". With a big help!!!

    Te considero um amigo, AC. Daqueles gigantes...!
    Não me importa a distância. Parece que estás tão perto!

    Beijos

    Carla

    ResponderEliminar
  111. Tu és gde poeta...

    Amigos de Fé!

    Nosso caminho está planejado para passos juntos seguir.
    Somos perfeitos de compreensão, e nossa virtude de fidelidade está guardada por nossa fé.
    Estamos num mesmo segredo, em que nossa amizade não deixa em vão nossas alegrias.
    Acatamos nossos defeitos, e homenageamos nossas qualidades para vencermos.
    Somos o porém da coragem.
    O por que da invencível força...
    Somos as razões para continuar caminhando.
    O companheirismo sagrado, que lá de cima recebe a benção de Deus...
    Somos amigos fiéis, juntos a tristeza é desenganada, e os sorrisos são os presentes da vida.
    Somos assim, a perfeita magia da amizade, que suporta vendavais e furacões.
    E mesmo com tempestades continua seu trajeto de fidelidade.
    Somos a benção dos Anjos.Que estão a guardar o segredo da nossa felicidade.
    Somos a luz da mais linda estrela, que transborda de sinceridade.
    Somos o que todos no mundo sonham em ser.
    Somos, AMIGOS FIÉIS!!!

    (Fabiana Thais Oliveira).

    Um Feliz Natal para vc amigo e que em 2011 possamos estar juntas novamente Pelos Caminhos da Vida.

    Um gdeeeeee abraço.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  112. ... sim, por vezes é mesmo alí e a gente não sabe.
    Gostei de ver-te por lá, outra vez...
    Beijo AC, que o teu Natal seja muito feliz.

    ResponderEliminar
  113. Belissimo ...

    Feliz Natal para ti e a todos os seus, com toda luz e amor que espalhas por essas vias.
    Bjos no seu coração meu amigo.

    Hanah ~:~

    ResponderEliminar
  114. Olá AC, obrigada pela visita e pelos votos. Você ten razão, passar com a família é um presente divino. Família é esteio, é alicerce, não é AC? E os amigos são para guardar do lado esquerdo do peito. Você tem lugar nesse lado.:)
    Desejo uma noite de Natal a você e a todos de sua família cheiiiinha de alegria ,paz e harmonia
    Um beijo :)
    Com carinho e amizade:
    Lau

    ResponderEliminar
  115. Olá AC
    vim por indicação da Gisa, gostei muito do teu blog. Agora sou sua seguidora.
    Abraço e Feliz Natal!

    ResponderEliminar
  116. ENTÃO VIVESTE UM ANO AQUI?! LECCIONASTE,CERTO? O MAR É LIMITATIVO MAS DÁ ASAS PARA VOARES...A LINHA DO HORIZONTE CONDUZ-TE À FANTASIA DE IMAGINARES E ANSIARES PELO QUE EXISTE PARA LÁ...A MIM FAZ-ME FALTA VÊ-LO!!!

    BEIJO:)

    ResponderEliminar