sábado, 12 de setembro de 2015

ACERCA DA LUCIDEZ

.
Margarida Cepêda, Acima do mar das nuvens
.
.
Era assim desde que se conhecia: gostava de filtrar, de analisar, de lapidar. 
Quando se deu conta de que isso a afastava das pessoas, tentou várias formas de se olhar para lá do espelho, de resgatar sorrisos alheios. Em vão. Era assim porque sentia, profundamente, que era assim que deveria ser.
Hoje, cada vez mais ciente do seu lugar, os melhores poemas do seu jardim são absorvidos em partilha com os amigos. É nele que os recebe. Com aromas, com sabores, com afectos. Poucos, mas preciosos, verdadeiro sustentáculo duma delicada teia de cumplicidades.
Por mais que as estrelas, eternas sereias do resgate da alma, teimem em tecer loas em noite enluarada, a verdadeira essência da solidão não é, necessariamente, uma forma de navegar a solo.
.
.

26 comentários:

  1. Que bonito, AC. Ser o que se é e ser aceito assim é uma dádiva.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde AC.
    O importante é descobrir seus erros e procurar corrigi-lo.
    Feliz Domingo.

    ResponderEliminar
  3. Ser-se essência.
    E a solidão, não estando só, é uma dádiva.
    E como a aprecio!
    Beijinho AC!

    ResponderEliminar
  4. Querido AC,
    Simplesmente sublime...
    Vou em silêncio fértil, levando comigo a possibilidade
    de eternizar (em mim) essa tua arte dos significados
    profundos das palavras...
    Beijo grato!

    ResponderEliminar
  5. Ser quem se é e aceitar-se como se é, é uma arte que não é para todos. Felizes dos que o conseguem.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  6. A maior parte das vezes a solidão é mesmo solidão...é não ter ninguém...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Meu amigo...diria que o segundo parágrafo me serve de vestuário...
    De resto: bela a lucidez!

    Beijo AC, meu sensível amigo

    ResponderEliminar
  8. OI A. C.!
    BASTA TERMOS UM SÓ AMIGO VERDADEIRO PARA NÃO SERMOS SOLITÁRIOS, POIS É NA QUALIDADE QUE A AMIZADE SE SUSTENTA.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  9. A solidão também pode ser saborosa!
    Beijinhos, bom dia :)

    ResponderEliminar
  10. Verdadeira sabedoria de vida.
    A pior solidão,é a que se sente, quando nos encontramos rodeados de gente....
    Como sempre, uma escrita bela e reflexiva...

    Boa semana AC

    ResponderEliminar
  11. Revi-me nas suas palavras, porque tenho poucas pessoas a quem chamo amigos. São tão raras quanto preciosas. Uma delas chega esta semana para jogar muita conversa fora.
    Beijinhos, uma linda semana (por aqui chove, é o Outono que se anuncia)
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    P.S. O pequeno explorador não me acompanhou à China, como expliquei na primeira entrada do diário...

    ResponderEliminar
  12. Certa essa lucidez que define a aceitação plena de um ser inteiro.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  13. AC, esta parte do seu texto disse-me muito: " a verdadeira essência da solidão não é, necessariamente, uma forma de navegar a solo." Não é, de todo.

    Tenha uma boa noite :)

    ResponderEliminar
  14. as inacessíveis torres de cristal são demasiado frias,

    sem a cumplicidade dos afectos...

    forte abraço, meu amigo

    ResponderEliminar
  15. Um texto que é uma lição de vida, AC.Ter a capacidade de arrepiar caminho
    e procurar aquilo que nos faz bem de modo a sentir-nos mais humanos
    e solidários é uma felicidade.
    Abraço
    Olinda

    ResponderEliminar
  16. Às vezes, a solidão acompanhada... ainda pesará mais...
    E às vezes, penso que a solidão é mais um estado de alma, do que apenas a condição de se estar sózinho... condição muitas vezes, que se sente como necessária, para um maior equilíbrio interior, de quem não a receia, de todo...
    Penso que realmente, só assim, se vê o mundo que nos rodeia, com uma maior lucidez...
    Sem dúvida, palavras de uma profunda lucidez... e como sempre conjugadas com um belo suporte em imagem, em mais um post excepcional!
    Beijinho! Continuação de uma óptima semana, AC!
    Ana

    ResponderEliminar
  17. Em tantos momentos nos sentimos exilados dentro de nós próprios porque a solidão magoa quase sempre...
    Um belo texto.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  18. Muito bonito, como sempre.
    A solidão por vezes faz bem. Às vezes precisamos de clausura. :))
    Beijinhos. :))

    ResponderEliminar
  19. Gostava de ter escrito este texto . . .

    Um beijo , AC ,
    Maria

    ResponderEliminar
  20. ~~~
    ~ Muito interessante, o modo como abordou este tema...
    ~ Com poesia e amigos preciosos, ainda que poucos, ninguém está só...

    ~~~ Abraço amigo. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  21. Os filtros da vida são assim mesmo. Usamo-los para escolher melhor.

    ResponderEliminar
  22. Pode estar-se só no meio de uma multidão. E o pior que se deve fazer é tentar entrar num mundo de gente anónima que não é o nosso poiso. Basta-nos apenas um amigo para que nunca nos sintamos sós.
    Belo texto, como sempre, AC.
    Depois de meses ausente, cá estou de volta!
    xx

    ResponderEliminar
  23. Repito o que disse com outra conta . . .
    Gostava de ter escrito este texto . [ identifico - me com ele ]

    Um beijo , AC ,
    Maria

    ResponderEliminar
  24. Por que será que me identifiquei tanto com este texto?
    Lucidez, talvez o termo de maior significado para a definição do ser.
    Bjo, AC :)

    ResponderEliminar