sábado, 25 de março de 2017

SAUDADE

.
.
.
Havia um monte. E uma árvore. E uma fonte. Vindo de longe, movido a saudade, ouvia-se um lamento. Que fazer? Pegou nas lembranças, envolveu-as num ramo de flores e foi, de coração apressado, ao encontro dela.
.
.

32 comentários:

  1. Quando ela chega, melhor deixa-la falar e depois sai de mansinho...abraços,chica

    ResponderEliminar
  2. E pronto, mata-se a saudade no perfume que se leva, e no peito cheio que se traz - por algum tempo :-)

    Boa tarde

    ResponderEliminar
  3. Uma música muito bonita que ecoa ao ritmo de um coração descompassado.

    Um beijinho, AC :)

    ResponderEliminar
  4. Uma balada para embalar a saudade. :)

    ResponderEliminar
  5. As lembranças ajudam a aliviar as saudades.
    Bom fim de semana
    Um abraço
    Maria

    ResponderEliminar
  6. Uma música que gosto muito e as tuas palavras...pois...suspirei só de pensar sobre a única "saudade" que tenho e que todos já sabem qual é:))) Luanda à vista:)) e mais nada:)

    Beijocas e um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. É assim que se mata a saudade de um amor...com flores e coraçao descompassado...

    ResponderEliminar
  8. Apesar do aborrecimento cantado, o campo atrai a personagem. Pelo coração morre o peixe ou, neste caso, o apaixonado. E que lindo ramo de flores carrega para oferecer.
    Abraço, bom começo de primavera
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderEliminar
  9. Saudade apaziguada. A canção é linda :)

    ResponderEliminar
  10. Gosto muito da canção. Do texto? Como se pode dizer tanto em duas linhas apenas?
    Um abraço e bom Domingo

    ResponderEliminar
  11. Matemos a saudade antes que ela nos mate
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  12. Saudade...são tantas... muitas formas... muitos cheiros...muitos segredos.

    Gostei muito. Nada como embrulhar e seguir.

    ResponderEliminar
  13. Palavras, para quê?
    Basta o olhar no olhar e...
    todos os horizontes são Mar!
    (e, talvez da mesma cor, ou outra, tanto faz).
    Belo.
    Abraço e bom domingo, caro AC.

    ResponderEliminar
  14. Vou levar para: http/planeta orbital.blogspot.com e aí partilhar.
    Se não concordar, peço que diga.
    Obrigado.

    ResponderEliminar
  15. ai a saudade, palavra tão portuguesa e tão enraizada em nós,
    gosto da música...aliás gosto de tudo o que o Zambujo canta acompanhado ou não do Miguel Araújo...
    bom domingo!
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  16. Sem dúvida que esta é a melhor maneira de "matar" as saudades.
    Vou apreciar a música como ela merece.

    Um beijinho AC


    O Toque do coração

    ResponderEliminar
  17. Sensibilidade aflorada nas palavras, na melodia!
    Sinfonia de uma saudade,...quem sabe,um suspirar!
    Lindo demais!
    Beijo carinhoso!

    ResponderEliminar
  18. Com uma roupagem moderna, brilhante e rejuvenescida, estes dois excelentes músicos, deram a uma velha e bonita cantiga do cancioneiro alentejano, uma vida nova, sem a descaracterizarem. Ainda a não tinha ouvido, nesta versão, e gostei muito. A cantiga, já minha Mãe a cantava.:)

    O teu texto...ah, o teu texto, A.C.- Entrou-me na alma e lá ficou.
    Tudo o que a Saudade precisa, para atenuar a dor e o lamento, é que haja alguém, como tu, que vá apressado ao seu encontro com um braçado de flores do campo, embrulhadas nas recordações mais belas.
    A Saudade, o mensageiro e as margaridas, juntos num abraço, e a vida volta a sorrir.:)

    Um grande beijinho, A.C.

    ResponderEliminar
  19. Fizeste-me lembrar uma história que contei há tempos, acho que ainda não me lias na altura.
    Ora vai lá espreitar... (se te apetecer ;) )

    São quatro episódios:

    http://ocantodaines.blogspot.pt/2014/10/tenho-um-fraquinho-por-ti.html
    http://ocantodaines.blogspot.pt/2014/10/ai-otilia.html
    http://ocantodaines.blogspot.pt/2015/01/noticias-da-otilia_4.html
    http://ocantodaines.blogspot.pt/2015/03/boa-sorte-otilia.html

    ResponderEliminar
  20. (Acho que me esqueci deste episódio...)
    http://ocantodaines.blogspot.pt/2015/01/o-amor-e-um-circo-de-feras.html?m=0

    ResponderEliminar
  21. Já os li todos e gostei muito, Boop. Por que não escreves mais neste registo?

    ResponderEliminar
  22. Pois... tenho de estar inspirada!
    ;)

    Agora tenho a história da Maria por contar!
    Está no prelo!

    http://ocantodaines.blogspot.pt/2017/03/meu-coracao-nao-sei-por-que-bate-feliz.html?m=0

    ResponderEliminar
  23. Essa é mesmo a melhor maneira de lidar com a saudade.
    Ir à procura de quem se sente falta.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  24. A menina essa saudade é o amor
    que afinal todos conhecem. Eu dou,
    para apaziguá-la às vezes a flor
    depende dos dias em que lá vou.

    Boa música.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  25. O que dizer ? . . .
    Que me comovi com as palavras e com a música ao ponto de uma saudade que me atravessava a garganta ter saltado pelos olhos .
    Obrigada !

    Forte abraço , AC ,
    Maria

    ResponderEliminar
  26. Vais apressado, mas ainda bem que a saudade tem cor, perfume e até um lugar muito especial. Como um filme veloz e marcante.
    Beijinho, AC.

    ResponderEliminar
  27. A saudade é que nos obriga a ir na direcção, de quem estando presente na nossa vida, se torna imprescindível...
    E o encontro... certamente terá sido inesquecível!...
    Adorei o video, que já conhecia... mas que adorei apreciar novamente!
    Beijinho! Continuação de uma boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  28. Ai se não tivéssemos saudade das cores, dos cheiros, dos sabores...
    Lindo, isto!
    Bj, amigo

    ResponderEliminar
  29. Linda esta conjugação de palavras simples...
    beijinho

    ResponderEliminar