sábado, 14 de fevereiro de 2015

TEIMAR SER, TEIMAR NÃO SER

.
Fotografia de AC
.
.
No labirinto dos homens, por mais que se vislumbre, ficam sempre pontas soltas a zombar na palma da mão.
O poeta, na percepção dos dias, dá conta da luz e da sombra na envolvência das pedras, do respirar das árvores, dos caminhos que levam à grande casa do rio, do imenso oceano aglutinador, pacientes anfitriões na busca da relação do justo equilíbrio.
O homem, enquanto marcha, teima em provocar o choro, castrando a poesia que da sua alma emana.
.
.

40 comentários:

  1. O ser humano é um verdeiro labirinto afectivo.
    Belíssimo conjunto. A fotografia é perfeita para a ocasião.
    Votos de um bom dia:)

    ResponderEliminar
  2. o inicio e fim do labirinto do ser humano dificilmente se definem!


    Beijinho AC e um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. O Homem, esse eterno egoísta sempre em busca de si mesmo...

    Beijinhos, AC! :)

    ResponderEliminar
  4. A poesia e a luz e sombre, enfeitam os dias. Linda foto! abração,chica

    ResponderEliminar
  5. Perfeita fotografia. O olho poeta do homem, só ele pra conseguir captar tamanha perfeição.
    Saudades daqui.

    Abraços, meu querido.

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente o homem destrói muito daquilo em que toca...

    Gostei do texto e da foto, com todo esse verde. Acho o feto uma planta muito bonita.

    Bom domingo, AC :)

    ResponderEliminar
  7. É tanto para sentir, tanto para sonhar, que se faz necessário o"poetar"!
    Felicidades, querido Poeta!

    ResponderEliminar
  8. Chorar pela beleza e pela emoção que dela emana é uma das formas de sentir a poesia.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Talvez, quem sabe, o poeta seja um estranho ser sensorial que usa os sentidos de maneira diferente do resto do mundo, não por vontade própria, mas para seu próprio martírio. Na poesia talvez procure exorcizar todas suas dores e fazer de conta que é sem ser, ou, por outra, fingir que não é quem verdadeiramente sabe ser - já alguém o terá confessado.
    Será?
    Saberá o poeta quem é?

    bj amg

    ResponderEliminar
  10. E o mundo só será mais justo quando o poeta se sobrepuser ao homem.
    Um abraço e bom Carnaval

    ResponderEliminar
  11. Da alma do ser humano emanam tantos sentimentos - claros, difusos, ambíguos, bons e/ou ruins. pode-se chorar de alegria, rir amarelo (!?). "Cantar nunca foi só de alegria. em tempo ruim, todo mundo também dá bom dia", já dizia o poeta.

    Um beijo, Agostinho

    ResponderEliminar
  12. Conheço lugares assim, meu amigo...íntimos recantos do ser.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. os passos dos homens são por vezes veredas sofridas. onde a poesia por vezes dá lugar ao drama e a tragédia.

    é sempre muito bom ler-te.

    forte abraço

    ResponderEliminar
  14. às vezes recusamo-nos a ver a nossa própria poesia...

    ResponderEliminar
  15. Poeta não é quem quer mas quem se apercebe das belezas que se ocultam no precipício dos dias. Poeta é quem faz o belo com palavras, com
    imagens que arrepiam.
    Grande abraço AC!

    ResponderEliminar
  16. Na dicotomia do ser alma/poeta e do ser corpo/realidade, haverá sempre dissonâncias nas escolhas que faz. Difícil sempre, o equilíbrio! Quero acreditar que, se houver uma genuína alma de poeta a habitar o Homem, este jamais provocará choros irremediáveis. Ou será que coabitam nele, como numa união de facto, um anjo e um demónio? Vê-se tanta coisa!
    Além de bom, relevo a originalidade do texto/reflexão, na sua forma.
    Excelente foto, bem adequada à mensagem.
    Bjo, AC :)

    ResponderEliminar
  17. A fotografia combina com a lucidez das palavras:)

    ResponderEliminar
  18. O amigo AC também sabe colocar poesia em imagens, tão bem como a coloca em palavras.
    Mas pensei que estivesse tudo branquinho, para esses lados (o tempo ideal para um vinho do Porto).
    Abraço, poeta
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderEliminar
  19. A verdadeira poesia, é uma arte que emociona através das palavras. No entanto emocionar, não quer dizer provocar choro. Se a lágrima rolar, pode ser por uma boa sensação.
    Este espaço é um espaço de verdadeira poesia, aqui me emociono muitas vezes, quer com as palavras quer com as imagens. Levo comigo excelentes reflexões que me ajudam a juntar as pontas que sinto soltas nas minhas mãos...

    Abraço e boa semana AC

    ResponderEliminar
  20. É preciso, com urgência, resgatar o poeta que está aprisionado no coração do homem. Abraços.

    ResponderEliminar
  21. Fica-se cego perante o poder...esquece-se da beleza...
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  22. Olá, AC!

    O homem e os homens, ou as muitas forma de olhar o mundo.Em que o ser-se sensível ajuda a ver mais fundo, e, por vezes, também tornar esta vida mais difícl...
    Mas cada um é como é, ainda que por vezes gostasse de ser coisa diferente...

    Bonito texto!
    Um abraço
    Vitor

    ResponderEliminar
  23. O labirinto que somos. Andamos dentro dele, muitas vezes ignorando o que nos rodeia, com a vida por um fio...
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  24. a imagem inspirou o Poeta, num registo original e sempre belo.

    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  25. Quando o homem se despe da sua face, mesmo que oculta de poeta, fica entregue às sombras que lhe ocultarão a alma.
    Muito bonito! Surpreendo-me sempre com essa facilidade de, em poucas palavras, tanto dizer.
    xx

    ResponderEliminar
  26. e a poesia dos dias nos nutre...
    escrito de reflexão.
    beijos AC

    ResponderEliminar
  27. «Sem Poesia não há humanidade. É ela a mais profunda e a mais etérea manifestação da nossa alma. » É Teixeira de Pascoaes quem o diz.
    O homem perde-se da sua humanidade autodestruindo-se a partir da alma. Nesta reflexão poética, a claridade do pensamento, a beleza da palavra.

    Lídia

    ResponderEliminar
  28. Somos seres castradores, muitas vezes de nós próprios.

    Bonito!

    bjs

    ResponderEliminar
  29. Olá, AC. Fiquei pensando se seria o homem o próprio castrador do seu sonho ou o é quando permitem que outros o castrem Um abraço!

    ResponderEliminar
  30. Poeta , a foto é tão bonita quanto o texto . Obrigada .

    ResponderEliminar
  31. Um homem chorando , na maior parte das vezes emociona , mas quem engole as lágrimas , continuando a caminhada , não só nos toca a alma como provoca admiração .

    As fotos estão cada vez melhores .


    Um beijo AC ,
    Maria

    ResponderEliminar
  32. A beleza das palavras numa reflexão poética! e a foto bonita quanto o texto.
    Bjs

    ResponderEliminar
  33. Caminho .entre os pinheiros como se lhes pressentisse esta elevação poética.
    Parabéns, caro amigo.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  34. O homem é um teimoso
    Teima tão convictamente
    Que chega a fingir que acredita
    Em tudo aquilo que não sente

    Que me perdoe Fernando pessoa pelo assassinato e que me perdoe o AC por ter gostado muito deste seu texto que resolvi improvisar. Improvisar a partir daquela sua parte "O homem, enquanto marcha, teima em provocar o choro". Teima, sem dúvida.

    Boa noite, AC :)

    ResponderEliminar
  35. O poeta enquanto teima, castra o silêncio que amortalha a poesia...
    Não deixe nunca de teimar, AC.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  36. Vamos teimando por esta estrada fora...
    Gosto, muito. Beijo.

    ResponderEliminar