segunda-feira, 11 de novembro de 2019

O CAMINHO DAS PEDRAS

.
AC, Saudação
.
.
Chegam-me ecos dos teus passos, andarilha de todos os recantos, canção ancestral constantemente renovada.
As pedras do caminho, aqui e ali adornadas pelo cerimonial da queda das folhas, têm uma textura familiar, como que eternizando a sua presença. Por vezes, quando nada se parece insinuar, tens a tentação de querer parar. Sentes-te cansada, queixas-te, começas a olhar para trás. Mas resistes. Sabes que, se o fizeres, acabas por desembocar num labirinto. E voltas ao caminho das pedras, aspirando formas e aromas, tentando decifrar a sua linguagem. Não há outro rumo.
.
.

22 comentários:

  1. Não há. E parar é palavra proibida.

    Que bom senti-lo por cá.
    Boa tarde, AC

    ResponderEliminar
  2. Um regresso há muito esperado!
    Que se caminhe para a frente!
    :)

    ResponderEliminar
  3. Passado um ano, o AC regressa!!!! E não é que há poucos dias pensei: o que teria acontecido ao AC? : )
    Mais um texto característico do “Interioridades”!

    ResponderEliminar
  4. Olá!
    Lindo texto poético! Delicado e enigmático!
    Tenha uma linda semana!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito de o encontrar de novo, Amigo. foi muito agradável
    encontrar o seu texto poético belíssimo, ornado de toda a melancolia
    do outono, que prepara a Primavera.
    Talvez goste do Refúgio dos Poetas, o meu novo blogue.
    Saudações blogueiras num sentido abraço de boas vindas.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  6. Maravilhosas palavras e também o céu! abraços, chica

    ResponderEliminar
  7. Oh...voltaste! :)

    E eu, que ainda há poucos dias te dizia: "Eu preciso te falar", agora fiquei sem palavras...

    Sê Bem-Vindo, AC!
    Linda a tua saudação.
    Também te saúdo com um forte Abraço! :)

    ResponderEliminar
  8. Olá, estou aqui a pensar no que, afinal, é o "caminho das pedras", de que todos falamos. Não no sentido usual...
    Estou feliz por ler um texto seu mais uma vez. Tenha uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  9. Pedras no caminho?
    Guardo-as todas, um dia construirei um castelo

    ResponderEliminar
  10. Uma grata surpresa, encontrar esta publicação!...
    Um regresso em bom, a este nosso caminho virtual, AC!...
    Já tinha saudades destes textos, deliciosos e intimistas!...
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  11. Depois de tantas deserções
    um regresso é como um (re)nascimento

    bem-vindo
    a este caminho

    ResponderEliminar
  12. Sempre se volta quando há um terno aconchego...
    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. Não demores outro ano para voltar, AC!
    Fazes-nos falta.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  14. Por vezes as tentações de parar são assustadoras!

    Magnifico, que bom ter voltado meu amigo.

    Beijinho com saudade AC

    ResponderEliminar
  15. Que bom ter voltado! E com um texto tão belo e tão cheio de lucidez…
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  16. Na secreta poesia das palavras...tão bom este regresso!
    Beijo

    ResponderEliminar

  17. Espero que esteja tudo bem contigo e não haja pedras intransponíveis.

    Gostava de continuar a sentir o eco dos teus passos.

    Beijos, AC.

    ResponderEliminar
  18. O Belo está em ver o Belo!
    agostinhocarvalheira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  19. Porque estou com graves problemas nos olhos e muitos dias não consigo visitar ninguém, só hoje me apercebi do seu regresso. Que bom! Fico feliz por vê-lo por aqui.
    Abraço

    ResponderEliminar
  20. Voltaste precisamente um ano depois...que bom!

    Trabalho todas as pedras do meu caminho e transformo as melhores em adornos para a alma:)
    A tua foto é espectacular e também te saúdo:)))

    Beijocas

    ResponderEliminar