sexta-feira, 7 de maio de 2021

ROUXINOL

.
.
.
Todos sabem do meu gosto pela Natureza, do quanto ela me enleva e motiva, ao ponto de a considerar fonte de aprendizagem permanente. E, se o cenário solar é de primordial cultivo, com os cuidados com a horta a enfeitarem os meus dias, ultimamente as noites têm merecido a minha atenção. Não, não tem a ver com a sedução da Lua e das estrelas, sempre belas e cativantes, desta vez o mote recai nuns belíssimos concertos nocturnos, em que o silêncio envolvente é condição exigida pelo solista. E, salvaguardadas as condições necessárias, que até os cães das redondezas cumprem, aos ouvintes, sejam eles quais forem, apenas resta fruir. E se o artista é de qualidade! 
Pois é, estou a falar dum rouxinol, grata descoberta da qual tenho beneficiado nas últimas noites, num silêncio quase venerador. Não sei o que o motiva, não sei para quem ele canta, mas... que importa? Apenas sei que é sublime, um verdadeiro encanto!
Quando me retiro para descansar, que os humanos não têm corpo de rouxinol, levo comigo, em total equilíbrio, a sensação dum evento mais-que-perfeito, que acaba por me suavizar os sonhos.
.
.

29 comentários:

  1. Que lindo e realmente nem importa pra quem ele canta.Importante é poder ouví-lo! LINDO! abração,chica

    ResponderEliminar
  2. Belo canto o do rouxinol que te encanta as noites, AC!
    Se esse teu cantor privativo tiver o fôlego desse do vídeo, e tomar conta dos teus sonhos e pensamentos, durante o mesmo tempo e com a mesma intensidade de trinados, sei não... Lá está, até o belo se for demais, cansa. Ou tu nunca te cansas mesmo que ouças três horas seguidas o belcanto do canoro? Eu cansava-me!

    Um abraço e bom fim de semana, AC! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como todas as coisas preciosas, não é o pintassilgo que vem ter connosco, somos nós que temos que nos aproximar.
      Três horas, Janita? Deve ser a tua costela alentejana a falar. :)

      Um abraço :)

      Eliminar
    2. Meu querido, AC...leste isto?
      "Se esse teu cantor privativo tiver o fôlego desse do vídeo, e tomar conta dos teus sonhos e pensamentos, durante o mesmo tempo e com a mesma intensidade de trinados, sei não."

      Ora o vídeo tem a duração de três (3) horas. Ai, ai...agora, a fama (injusta) dos alentejanos serem lentos, isso vai servir de desculpa para tudo, é? 😋

      Beijinho. 😘 🦋

      Eliminar
    3. Li, como leio sempre, minha cara Janita, e com muito apreço. Tem tudo a ver com a forma e o conteúdo, não mais. Capice?

      Um beijinho :)

      Eliminar
  3. Confesso que não sabia que o rouxinol cantava de noite. Sou ( nasci e vivi ) do campo onde o cantar das aves são completa sinfonia. Ouvi milhentas vezes cantar os rouxinóis. Confesso que não sabia que cantavam para as estrelas.
    .
    Desejando um Feliz fim de semana.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  4. Ricardo, as noites de Maio são pródigas em sinfonias do rouxinol. Para quem tem a ventura de poder ouvir, claro.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Usufruir desse maravilhoso cenário durante o dia, e ainda ter o privilégio de à noite, ter um concerto exclusivo com um solista desse calibre, não é para todos ! :)
    Fico feliz por si !

    Um beijinho e bom fim de semana, AC

    ResponderEliminar
  6. Fê, fui agora mesmo lá fora, mas ainda é cedo. Por ora é a hora dos grilos. :)

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  7. Isto nem devia de valer, já não bastasse ter uma horta jardim, agora tem um rouxinol que canta só para ele. Então e eu? e nós? Nada?

    Boa noite, sô AC, acomode-se em cadeira confortável e desfrute. Era o que faria.

    ResponderEliminar
  8. Assim fiz, Noname.
    O pintassilgo só se fez ouvir a partir das 11 da noite e por ali fiquei a deliciar-me cerca de meia hora. Depois fui-me deitar, mas para ele era apenas o princípio da sinfonia, que a noite ainda era longa.

    ResponderEliminar
  9. Que sortudo! Aqui a única melodia que oiço é a dos carros a passar e em algumas noites o ruído maluco de motas em competição.
    Abraço, saúde e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são sons que se prezem, mas a vida urbana também tem outras coisas, e boas.

      Um abraço, Elvira :)

      Eliminar
  10. Que maravilha amigo. Aqui e junto ao galho da árvore bem perto da minha janela tenho um casal de rolas fizeram ninho que mal começa a raiar o dia acordo ao som deles. Mas na filha e quando la fico por ausência da malta à noite antes de me deitar oiço um cantar de pássaro que não sei identificar mas que me embala lá isso é verdade. Por lá há muitas espécies e ao amanhecer é uma sinfonia pegada.

    Só há um pássaros que me incomodam: pombos, que são mais que muitos e causam-me imensas alergias. Felizmente que neste mês chegaram os estorninhos em nuvens e nuvens e elas quase que desaparecem.

    Adoro pássaros/aves mas jamais em gaiolas.

    Beijos e um bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A meio da manhã andei a plantar batata doce e a sinfonia que me envolvia era qualquer coisa...
      Maio é mesmo um mês em festa na Natureza.

      Um abraço, Fatyly :)

      Eliminar
  11. Bem sei desses encantos. E das saudades deles. Quando o tempo permitia tomar o café no meu quintal. lá vinha o melro e outros pássaros. Sofro, agora de total abandono. Falto o melro preto e luzidio, de bico amarelo. E a sinfonia não tem o brilho de outrora.
    És um privilegiado. E tens serenata.

    Beijinho, AC. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também por aqui há melros, e bem afoitos, mas a noite é mesmo iluminada pelo rouxinol.

      Um beijinho, Teresa :)

      Eliminar
  12. Ouvi um bocadinho e só posso dizer uma coisa - o meu passarinho canta muito melhor.
    Abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem para si, Pedro. Mas este tem um contexto muito próprio, e eu não o trocava por nada deste mundo, pode crer.

      Abraço

      Eliminar
  13. Adoro a natureza e fotografá-la também!
    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem, Isa. Cada coisa no seu lugar, mas a Natureza tem uma linguagem única.

      Eliminar
  14. Concordo que a Natureza é uma aprendizagem constante. O rouxinol canta para si com certeza. Por amar tanto esse espaço privilegiado de ar puro e sossego. Magnífico texto.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta noite lá está ele novamente. Que maravilha de cantor!

      Um beijo, Graça :)

      Eliminar
  15. Têm um cantar maravilhoso! Posso confirmar... pois por aqui, também se deixam ouvir por vezes, fora de horas... no intervalo dos concertos das corujas... :-)
    Em tempos de pandemia, tornaram-se mais confiantes, com a redução do movimento na área... infelizmente também os seus predadores, se tornaram menos receosos... nunca imaginei ver peneireiros tão próximo das minhas janelas, como nestes primeiros meses do ano...
    Maravilhosa publicação, AC... em sons e palavras!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  16. Boa tardinha, AC!
    Que lindo!
    Por aqui, tenho um bem-te-vi que vem diariamente me fazer companhia também.
    O vídeo é um encanto.
    Gostei muito do seu texto poético.
    Tenha um final de semana abençoado!
    Abraços fraternos

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde AC

    o canto do rouxinol e a sensibilidade do Poeta, que escreve textos cheios de magia e ternura que mais parecem poemas.

    como sempre, gostei!

    beijinhos

    :)

    ResponderEliminar