domingo, 12 de julho de 2020

LIÇÃO PRIMEVA

.
Imagem retirada daqui.
.
Um passeio em família, um vale com um ribeiro, a merenda.
Entre palavras e sorrisos, um melro, ladino, abeirou-se dumas migalhas. Com todos ligados à corrente das palavras, apenas o menino reparou, e o melro continuou. 
Já saciado, o melro partiu, o menino o seguiu. Foi então, importante lição, que ele percebeu que voar, para lá do falar, só mesmo na imaginação.
.
.

22 comentários:

  1. Poeta , " voar , para lá do falar ,só mesmo na imaginação ."
    No seu espaço voamos bastante a cada texto .
    Agradeço a partilha e a visita ao meu espaço .
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Ah...esse melro...

    Eu conheci-o
    era negro,
    vibrante, luzidio,
    madrugador, jovial...


    E tu?

    Beijinho, AC. :)

    ResponderEliminar
  3. Adorei a foto, a lição...E temos mesmo assim que voar, de qualquer modo...abração, chica

    ResponderEliminar
  4. Moro numa praceta que tem jardim e árvores. Todos os anos os melros fazem aqui ninho. Estão cada vez mais aves domésticas. Gosto de ver o seu vai e vem em direcção ao ninho.
    .
    Tenha um domingo feliz

    ResponderEliminar
  5. A foto está um primor.
    O texto uma delícia.
    Bom domingo!
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  6. … e deixa que o vento te leve

    leve...

    Abraço, AC

    ResponderEliminar
  7. Muito bonito! Gostei bastante.
    Aqui, na nossa janela, no 9º andar, há pombinhas que nos visitam todas as manhãs, tão lindas! Depois voam, acompanho seus voos e já esperando a visita da manhã seguinte.
    bjus

    ResponderEliminar
  8. Os pássaros daqui estão viciados em procurar comida na cozinha. Se alguém esquece porta ou janela aberta, logo entram, sem compostura. Questão de sobrevivência , talvez...

    ResponderEliminar
  9. Se esse melro
    É afoito
    E tem bico amarelo
    Então
    é o mesmo
    que me encanta
    com seu canto

    (são tão bonitos, seus saltitos
    que nem reparo no seu voar)

    ResponderEliminar
  10. Melros e pardais são visitas habituais lá em casa.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  11. Em tempos, fomos unha com carne, esse melro e eu...

    ResponderEliminar
  12. Abençoadas as crianças, futuro do mundo que conseguem ser menos complicadas que os adultos...e com essa visão que descreves terão pela certa um futuro menos sombrio de que muitas à mercê de gente "podre/má/invejosa... e fico por aqui.

    Gosto muito dos melros e quando vou à filha há sempre um casal que aparece para colherem os pedacinhos de pão que lhes atiro.

    Beijos e uma boa semana

    ResponderEliminar
  13. Voar. Voar sempre mesmo só pela imaginação. De outro modo como perderemos as nossas sombras? O melro é lindo.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  14. Algumas das primeiras lições, se bem me lembro, acabam por ser, de certa forma, frustrantes...

    Só depois se percebe, que afinal, há outras formas de alçar voo...
    A foto é belíssima.

    Boa semana, AC.
    Beijo

    ResponderEliminar
  15. Parece o melro que me pousa na varanda de manhã e me comeu metade do manjerico de Santo António.
    Um belo texto a mostrar que as melhores lições, as aprendemos na natureza.
    Abraço, saúde e boa semana

    ResponderEliminar
  16. Que saudades tenho do meu melro! Deixou de aparecer, logo pela manhã, com voos entre árvores e chilreios preciosos. Era negro e sedutor. Cheguei a fazer-lhe um poema.
    Bela lição a tua, AC. Da minha não estou a gostar.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  17. Depois cresceu o silêncio perfeição imperceptível.
    De melros e lições você entende, meu caro AC.
    Teu nome é condensação...
    Um abraço,

    ResponderEliminar
  18. Linda imagem e lindo que ficou o teu texto!! Continuação de uma excelente semana,muitos beijinhos!!

    ResponderEliminar
  19. E,quantos voos AC,
    nem sempre saciados !

    ResponderEliminar
  20. Valem-nos esses vôos, cá por dentro, que pelo menos... apesar de tudo... sempre nos levam mais longe...
    Adorei esta pequena... mas tão grande lição!...
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar